terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Banda Estralo recria clássicos da MPB e do Rock’n’Roll para crianças



Em shows marcados por muita diversão, poesia, cores e ritmos, artistas da Banda Estralo apresentam nomes da música brasileira utilizando diversas linguagens artísticas, como teatro, dança e performance.Os shows acontecem em todos os finais de semana de março, no Teatro MorumbiShopping 
 
Show Estralando o Rock faz uma viagem pela história do rock nacional unindo gerações.    Foto: Italo Cardoso 
 
Com o objetivo de apresentar diversas faces da música brasileira para os pequenos, a Banda Estralo leva ao Teatro MorumbiShoppingno mês de março, os showsEstórias de Cantar (sábados, às 15h) - com repertório baseado na MPB - eEstralando o Roque (domingos, às 15h), uma viagem pela história do Rock’n’Roll nacional. O set list dos shows inclui artistas brasileiros reconhecidos em todo o mundo, como Vinicius de Moraes, Marisa Monte, Arnaldo Antunes, Mutantes, Milton Nascimento e muitos outros.
O grupo é composto pelos “Estralantes” Marcos Lucatelli (voz e violão), Luanda Eliza (voz e performance), Lilyan Teles (voz, performance e escaleta), Mauricio Damasceno (percuteria) e Edson Barreto “Renatinho” (baixo). Idealizado por Luanda e Marcos, os artistas criam novos arranjos para canções já consagradas.
Segundo Luanda, os espetáculos selecionados para temporada no Teatro MorumbiShopping geram reações muito distintas no público. “Brincamos que enquanto no Estórias de Cantar os pais assistem aos filhos se emocionarem, noEstralando o Roque são os filhos que reparam na empolgação dos pais”, diz Luanda.
Arte educadores e artistas preocupados em levar mais conhecimento musical às crianças, a Banda Estralo cria uma narrativa dramatúrgica para cada show. Todas as canções são ligadas por encenações e diálogos que conectam e dão unidade à apresentação. Além desses dois shows, o grupo também conta com apresentações em homenagem à Carmen Miranda e Luiz Gonzaga.
Sobre os shows
Foto: Italo Cardoso
Em Estórias de Cantar, um tributo à Música Popular Brasileira, os vocais são intercalados com recitação de poesias, como O Relógio, de Vinicius de Moraes, Convite, de José Paulo Paes, e A Bailarina, de Cecília Meireles.
O show também traz momentos de interação direta com as crianças.
 Após a leitura de A Bailarina, por exemplo, a Banda apresenta a música Ciranda da Bailarina (Chico Buarque e Edu Lobo), enquanto uma ou mais crianças da plateia são convidadas ao palco para se tornarem artistas por alguns instantes.
Os adultos irão relembrar canções clássicas enquanto os pequenos terão a oportunidade de conhecer artistas como Vinícius de Moraes, Milton Nascimento, Arnaldo Antunes e Marisa Monte.
Já Estralando o Roque faz jus ao título. Após pedirem autorização de Raul Seixas para entrarem na história do rock nacional, os “Estralantes” agradecem o artista com um pout-porri das músicas Mosca na SopaEu Nasci Há Dez Mil Anos Atrás eMetamorfose Ambulante. A viagem vai desde 1956, com Enrolando o Rock (Cauby Peixoto), considerado por muitos o primeiro rock nacional, até 1990.
Neste caminho, cruza-se por Celly Campelo dançando rock com seu Broto Legal, pelo rei Roberto Carlos conquistando mil garotas com O Calhambeque, pelo “soft rock” cheio de poesia do Legião Urbana em Quando o Sol Bater na Janela do Teu Quarto e outros figurões do gênero.
Um dos pontos altos do show é quando uma velhinha muito mal humorada interrompe a apresentação da banda para reclamar do som do rock. Ela começa uma discussão utilizando a letra do hit Esse tal de Roque Enrow, música de Rita Lee que narra as agruras de uma mãe conversando com um médico sobre hábitos muito suspeitos da sua filha, uma fã convicta do Rock’N’Roll.
 
Esquentando o Carnaval
Em fevereiro, a banda Estralo esquenta o Carnaval com o show Bailinho Estralante com Carmen Miranda que homenageia a cantora luso-brasileira, célebre por suas versões únicas de canções como “O que é que a baiana tem” e “Aquarela do Brasil”.  Os shows de fevereiro acontecem nos Sesc Santo André (25 e 27), Sesc Bom Retiro (28) .
 
Sobre a Banda Estralo
A Banda Estralo surgiu em 2009 com o encontro do músico Marcos Lucatelli e a atriz Luanda Eliza, que têm em comum a arte educação e fascinação pelo trabalho com crianças e suas vastas possibilidades. Foi desta amizade e interação que nasceu o show Estórias de Cantar.
A partir disso, mais “estralantes” se juntaram ao grupo, com muitas experiências artísticas, bom humor e um desejo em comum: Cantar estórias que trazem alegria, emoção e a eterna certeza de que ser criança, não depende da idade e nem do tamanho!
 
Serviço
Banda EstraloEstórias de Cantar. Entre 4 e 25 de março, sábados, às 15h. Estralando o Roque. Entre 5 e 26 de março, domingos, às 15h. Ingressos: R$ 60,00 (inteira) e R$ 30 (meia). Classificação: Livre. Capacidade: 250 lugares. Duração: 70 minutos
Horário de funcionamento da bilheteria: de Terça a Quinta das 14h às 20h; Sexta das 14h às 21h; Sábado das 11h às 21h; Domingo das 11h às 19h.Telefone: 5183-2800. Estacionamento Comum: até 2 horas – R$ 15,00. Demais horas: R$ 3,00. Estacionamento Valet: até 1 hora – R$ 18,00. Demais horas ou fração adicional – R$ 8. Estacionamento Motos: a cada 4 horas – R$ 10. Teatro MorumbiShoppingEndereço: Av. Roque Petroni Junior, 1089, Estacionamento do Piso G1, Jardim das Acácias, São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário