sexta-feira, 22 de julho de 2016

Nani Barbosa é a atração de domingo no Teatro do Paiol


 
 

Com a proposta de apresentar para um público mais amplo vertentes pouco exploradas na música brasileira e tecer aproximações entre os experimentalismos das vanguardas e as tradições populares é que surge “Naïf”, primeiro trabalho autoral de Nani Barbosa. O show será apresentado neste domingo (24), às 19h, no Teatro do Paiol.
O nome “Naïf” remete especialmente à vertente experimental que confere toques de uma simplicidade sofisticada, com elementos que exploram a essência criativa em potencial das canções. Suas letras se inspiram especialmente, dentre outros movimentos, na Vanguarda Paulista.
Nani Barbosa já colaborou em diversos projetos coletivos que contemplam a música tradicional do Brasil (projeto Identidades Gerais, em São Paulo), do mundo (grupo Bayaka, de Curitiba), experimental vocal (grupo L.I.V.E., em São Paulo) e música eletroacústica vocal (grupo Eu, Você e Maria, de Curitiba). Com este último realizou dezenas de shows pelo Brasil e participou de festivais nacionais e internacionais.
Em seu primeiro trabalho autoral e solo, a artista assina a concepção, a produção e divide os arranjos com os músicos que integram o projeto: Kabé Pinheiro (bateria/percussão e percussão vocal) e Matias Nuñez (baixo elétrico e voz). O show conta com a participação especial de Doriane Conceição (voz) e Fabio Raesh (voz), músicos atuantes da cena musical em Curitiba.
 
Serviço:
Show “Naïf”, de Nani Barbosa
Local: Teatro do Paiol – Praça Guido Viaro, s/nº
Data e horário: 24 de julho de 2016 (domingo), às 19h
Ingressos R$ 30 e R$ 15
 
Ficha Técnica:
Arranjos do trio: Nani Barbosa, Matias Nuñez, Kabé Pinheiro
Baixo elétrico e voz: Matias Nuñez
Percussão instrumental e vocal/bateria: Kabé Pinheiro
Vozes, loops vocais e violões: Nani Barbosa
Participações especiais: Doriane Conceição (voz) e Fabio Raesh (voz)
 
Roteiro Musical:
  1. Hoje a lua é minha (Nani Barbosa)
  2. Inércia (Nani Barbosa)
  3. Começo (Nani Barbosa)
  4. Concrete Music (Nani Barbosa)
  5. Circuladô de Fulô (Haroldo de Campos e Caetano Veloso)
  6. O que não é mercado (Nani Barbosa)
  7. Avareza (Nani Barbosa)
  8. Soy Libre, soy bueno (Tarancón)
  9. Criacura (Nani Barbosa)
  10. Prudência (Nani Barbosa)
  11. Canto Obá (Nani Barbosa)
  12. Vinheta da Lua (Nani Barbosa)
  13. La Fiesta (Nani Barbosa)

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário