quarta-feira, 29 de junho de 2016

Banda Estralo agita férias de julho com shows em São Paulo



Com novos arranjos, álbum Estórias de Cantar revela aos pequenos ouvintes os grandes compositores brasileiros como Chico Buarque, Toquinho, Jorge Ben Jor, além de poesias de Vinícius de Moraes e Cecília Meireles, o grupo foi indicado para o 27º Prêmio da Música Brasileira na categoria melhor álbum infantil.
Voltado ao público infantil, Banda Estralo  também agrada aos adultos com músicas de qualidade Foto: Ítalo Cardoso
Indicada para o 27º Prêmio da Música Brasileira na categoria melhor álbum infantil, a banda Estralo apresenta nos dias 2, 23 e 30 de julho, às 16h, o show Estórias de Cantar, no Teatro Jardim Sul.  O espetáculo apresenta sucessos que permeiam o cenário infantil, como as canções: Caprichos do Tatu, de Gustavo Kurlat e Criança Não Trabalha, de Paulo Tatit e Arnaldo Antunes.
Além de canções de Chico Buarque, Milton Nascimento, Toquinho, Vinícius de Moraes, Edu Lobo e Arnaldo Antunes.
Mais do que divertir, a banda integra ao variado repertório de canções brasileiras, histórias, pequenos números teatrais e poesias. A poesia Bailarina, de Cecília Meireles, por exemplo, introduz a música Ciranda da Bailarina, de Chico Buarque.
Com formação erudita, o maestro e músico da Banda Estralo, Marcos Lucatelli, acredita que a música infantil brasileira vem avançando em som e qualidade. Para ele, é preciso buscar opções para agradar e educar os ouvidos das crianças com bons arranjos, timbres e instrumentação.
Com sete anos de estrada, a Banda Estralo é formada pelos músicos Marcos Lucatelli (voz e violão), Mauricio Damasceno (percussão), Ricardo "Batata" (baixo) e Luanda Eliza (atriz e cantora), Lilyan Teles (atriz e cantora).
Álbum Estórias de Cantar  - Indicado ao 27º Prêmio da Música Brasileira
Repertório:      
Não é Proibido - Marisa Monte, Dadi e Seu Jorge
Caprichos do Tatu - Gustavo Kurlat
O Silêncio - Carlinhos Brown e Arnaldo Antunes
Criança Não Trabalha - Paulo Tatit e Arnaldo Antunes
País Tropical - Jorge Ben Jor
Negro Gato - Getulio Cortez
Sou uma criança, não entendo nada -  Erasmo Carlos
Num Dia - Arnaldo Antunes, Helder Gonçalves, Manuela Azevedo e Chico Salem 
Ciranda da Bailarina - Edu Lobo e Chico Buarque 
Aquarela - Toquinho, Vinicius de Moraes, M. Fabrizio e G. Morra
Bola de Meia Bola de Gude - Milton Nascimento e Fernando Brant   
Poesias:    O Relógio de Vinicius de Moraes  e  A Bailarina de Cecilia Meireles
Projeto gráfico: Mônica Crema
Produção:  Laje Produtora.
Serviço:  
Banda Estralo
Shows: Estórias de Cantar
Datas: 02, 23 e 30 de julho
Horário:  16h
Local: Teatro Jardim Sul - Shopping Jardim Sul - Av. Giovanni Gronchi, 5819- Vila Andrade – São Paulo. Fone (11)  2626-7860
Entrada: R$20,00 a R$40,00  


Alaídenegão apresenta-se no Centro Cultural Butantã nessa sexta-feira (01)


Diretamente de Manaus a banda Alaídenegão volta a se apresentar em São Paulo nessa sexta-feira (01), no Centro Cultural Butantã. Com canções cheias de energia e ritmo para não deixar ninguém parado, o grupo lançou no ano passado seu primeiro álbum pela Deck, “Senoide Sensual”. E é o repertório desse disco que a banda leva ao show na capital paulista.
Nascida em 2008, a banda de raízes nortistas e nordestinas é formada por Davi Escobar (guitarra e voz), Agenor Vasconcelos (contrabaixo e voz), Rafael Angelo (guitarra), AJ (bateria) e Markito Rock (trompete). O quinteto faz uma mistura original de ritmos e influências tão distintos quanto salsa, samba, rock brasileiro, manguebeat, carimbó, cumbia e reggae, só para citar alguns. 
As 14 faixas do disco, todas de autoria do grupo, estarão no repertório, entre elas “Rodar na Bica”, “Caia em Si”, “Piratapuia” e “Tecendo um Som”. E, ainda, as novas “Banzeiro na Areia”, “A Rabeta”, “Macuxi Muita Onda” e “Cumbia Para Não Casar”.
Alaídenegão
Data: 01/07 (sexta-feira)
Horário: 21h
            22h (show)
Local: Centro Cultural Butantã (Av. Corifeu de Azevedo Marques, 1881 – Butantã – São Paulo – SP)
Ingressos: R$ 10


Trilhas para São João




Aproveite o clima junino com os discos da Cia. Cabelo de Maria, Bia Goes, Tião Carvalho, Ana Maria Carvalho, Jarbas Mariz e Marco Vilane.
Viva a cultura popular.
Conheça, visite, compartilhe. www.facebook.com/pordosom
***
biagoes
bia goes
A cantora paulistana Bia Goes é uma das grandes promessas do canto popular brasileiro.
Bia, vem se destacando na música brasileira pela versatilidade em transitar por vários estilos, da musica instrumental ao forró, passando pelo choro, bossa nova e samba.
***
ciacabelodemaria
capasaojoaodocarneirinho
Uma homenagem ao eterno Rei do Baião, Luiz Gonzaga.
A Cia Cabelo de Maria foi fundada em 2007 por Renata Mattar e Gustavo Finkler.
O CD “São João do Carneirinho” traz 18 canções destinadas ao público infantil, além de grandes clássicos de Luiz Gonzaga como, “Olha pro Céu”, “Sabiá”… apresenta também “Farofa fa”, “Severina Xique Xique”, Arrasta pé, Coco, xote, baião, e marchinhas.
***
tiaocarvalho
tiao carvalho
Cantor, compositor, músico e dançarino maranhense, é considerado um dos grandes nomes de expressão da cultura popular brasileira. Tião passeia livremente por diversos ritmos como, xote, baião, samba, bumba meu boi, entre outros.
Diretor e fundador do Grupo Cupuaçu, realiza a mais de 25 anos no Morro do Querosene, São Paulo, as festas do Bumba-meu-boi.
***
culturapopular
Capa Ana Maria Carvalho
Herdeira direta de mestres da cultura popular é compositora e intérprete do Grupo Cupuaçu há 20 anos e cantora e atriz do Teatro Ventoforte há 25 anos , teve suas composições gravadas por Tião Carvalho, Rosa Reis, Jane Santos, Banda Cataia e Banda Mafuá.
O trabalho autoral dessa compositora maranhense revela forte influência da sua terra natal o Maranhão, bumba meu boi, cirandas, forró, ladainhas do Divino Espírito Santo, acalantos, sambas e cantigas de roda tradicionais.
***
jarbasmariz
capajarbasmariz
Depois do albúm Forró do Gogó ao Mocotó, uma homenagem a Jackson do Pandeiro e de diversos trabalhos ao lado de Tom Zé, Jarbas Mariz apresenta “Do Cariri pro Japão” (2006). O trabalho, vem carregado do desejo de boa mudança, com muito humor em suas letras, repleto de sutilezas em seus arranjos e uma autêntica mostra de ritmos brasileiros.


Banda Spiders From Mars relembra David Bowie no Sheridan´s nesta sexta-feira


 
Criada como uma homenagem a David Bowie, logo após sua morte, a banda Spiders From Mars retorna ao palco do Sheridan´s Irish Pub nesta sexta-feira (1/7). Trazendo na formação artistas de outros consagrados grupos curitibanos, prepara um repertório que celebra a vida e carreira do camaleão do rock em suas várias fases. A casa abre às 19h e tem ainda show com a Cosmic Fever, destilando o funk e soul music dos anos 70.
 
"A banda curitibana The Spiders from Mars nasceu com muita dor", relembra o vocalista Luigi Poniwass, também conhecido pelo trabalho à frente do DeLorean. "A dor pela perda do genial cantor, compositor, performer e ator britânico David Bowie, em 10 de janeiro de 2016". A ideia de criar o grupo surgiu naquele mesmo dia, após uma troca de mensagens em tom de desabafo e luto entre o baixista Tatá Vaz (The Cure Project) e Luigi, ambos fãs incondicionais de Bowie incrédulos com a trágica notícia.
 
A convicção de que nunca mais veremos David Bowie ao vivo, aliada a uma profunda admiração por sua obra, levaram os dois amigos a convidar outros músicos fãs do Camaleão para lhe prestar uma homenagem - inicialmente em um único show, dia 5 de março de 2016, no Sheridan's Irish Pub.
 
Outros quatro músicos experientes da cidade se entusiasmaram com o projeto e toparam na hora: o baterista Eduardo Kiss (The Cure Project), os guitarristas Daniel Martini Florim (The Cure Project) e Fábio Abu-Jamra (Os Milagrosos Decompositores) e o tecladista Marcos Aurélio Almeida (El Merekumbé, Rainmaker). O nome é uma óbvia referência a um dos mais emblemáticos álbuns de Bowie, "The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars", de 1972.
 
Era para durar uma única apresentação, mas a receptividade da estreia foi tão boa que os seis Spiders resolveram continuar com o tributo, que abrange diversas fases da magnífica carreira de David Bowie. Tudo para que os seus fãs possam matar um pouco da saudade de ver suas canções ao vivo.
 
 
TRIBUTO A DAVID BOWIE COM BANDA SPIDERS FROM MARS NO SHERIDAN'S IRISH PUB
 
Data: Sexta-feira, 1 de julho de 2016
Horário: a casa abre às 19h, shows a partir das 20h30
Atrações: Show com Spiders from mars e Cosmic Fever
Entrada: feminina R$ 5 até 21h, após R$ 10, masculina R$ 25 a noite toda
Endereço: R. Bispo Dom José, 2315 – Batel – Curitiba, PR
Informações: (41) 3343-7779 | www.sheridansirishpub.com.br
 
  

PROGRAMAÇÃO SHERIDAN'S IRISH PUB - JULHO



Sexta-feira, 1 de julho - Shows às 20h30 e 23h
Spiders From Mars + Cosmic Fever
Sábado, 2 de julho - Shows às 20h30, 22h30 e 1h
Orbital + Banks + Jack Vermouth
Domingo, 3 de julho - Casa Fechada
Segunda-feira, 4 de julho - Show às 20h30
U2 Cover Convida: Backstage
Terça-feira, 5 de julho - Show às 20h30
Legião Urbana Cover Curitiba
Quarta-feira, 6 de julho - Show às 20h30
Chicago Blues Night: Tony Caster & The Black Mouth Dogs
Quinta-feira, 7 de julho - Show às 20h30
Quinta Old Radio Anos 60: RockAvengers
Sexta-feira, 8 de julho - Shows às 20h30 e 22h30 e 1h
She Rocks + Banks + Silvermoon
Sábado, 9 de julho - Shows às 20h30, 22h30 e 1h
Blue Mojo + Lucky7 + Radiophonics
Domingo, 10 de julho - Casa Fechada
Segunda-feira, 11 de julho - Show às 20h30
U2 Cover Convida: CWBeatles
Terça-feira, 12 de julho - Show às 20h30
Legião Urbana Cover Curitiba
Quarta-feira, 13 de julho - Show às 20h30
Dia mundial do Rock com Banda 91 Rock e Convidados
Quinta-feira, 14 de julho - Show às 20h30
Quinta Old Radio Anos 70: Cosmic Fever
Sexta-feira, 15 de julho - Shows às 20h30, 22h30 e 1h
Válvula Vapor + U2 Cover + TN'She
Sábado, 16 de julho - Shows às 20h30, 22h30 e 1h
Orbital + Senoirs + Banks
Domingo, 17 de julho - Casa Fechada
Segunda-feira, 18 de julho - Show às 20h30
U2 Cover Convida: B.E.T.3
Terça-feira, 19 de julho - Show às 20h30
Legião Urbana Cover Curitiba
Quarta-feira, 20 de julho - Show às 20h30
Chicago Blues Night: Gringo's Washobard Band
Quinta-feira, 21 de julho - Shows às 20h30 e 22h30
Quinta Old Radio Anos 80: Duo & Famiglia + Delorean
Sexta-feira, 22 de julho - Shows às 20h30, 22h30 e 1h
Unplugirls + Nameless + Rodriggo Vivazs e Banda
Sábado, 23 de julho - Shows às 20h30, 22h e 1h
Jack Vermouth + Rockbugs + Eggbox
Domingo, 24 de julho - Casa Fechada
Segunda-feira, 25 de julho - Show às 20h30
U2 Cover Convida: Firecracker
Terça-feira, 26 de julho - Show às 20h30
Legião Urbana Cover Curitiba
Quarta-feira, 27 de julho - Show às 20h30
Chicago Blues Night: Blue Mojo
Quinta-feira, 28 de julho - Show às 20h30
Quinta Old Radio Anos 90: Banks
Sexta-feira, 29 de julho - Shows às 20h30, 22h30 e 1h
Tributo Cazuza + Legião Urbana Cover Curitiba + Cosmic Fever
Sábado, 30 de julho - Shows às 20h30, 22h e 1h
Banks + Radiophonics + Audiophone
Domingo, 31 de julho - Casa Fechada
SHERIDAN’S IRISH PUB
Endereço: Rua Bispo Dom José, 2315
A casa abre às 19h
Ingressos variam conforme data e horário
Programação sujeita a alteração
Informações: (41) 3343-7779



Discotraxx promove duelo entre Metronomy e Hot Chip nesta sexta-feira



Metronomy e Hot Chip são das das bandas mais adoradas pelos fãs de indie dance. E a Discotraxx aproveita nesta sexta-feira (01.07) o lançamento do novo álbum da primeira para fazer um duelo de seus melhores hits. A balada, que também abusa de house, deep house, nu-disco e outras vertentes do eletrônico, é comandada pelos DJs residentes Ale Dantas, Claudinha Bukowski, Denis James e Worst.

A banda britânica Metronomy, desde sua estreia, em 1999, arrebanhou uma legião de fãs com seu som envolvente e dançante, marcado pelo baixo marcante e a bateria bem pontuada. Heartbreaker foi executado à exaustão pelo mundo todo. E o sucesso seguiu nos álbuns seguintes, The English Riviera e Love Letters. A expectativa é que Summer 08 também agrade o público.

A também britânica Hot Chip surgiu como um meteoro nos anos 2000 e emplacou diversos hits, como Ready for the Floor e One Life Stand. Ainda que boa parte do público não tenha aprovado caminhos, digamos “mais artísticos e menos comerciais” em In Our Heads, de 2012, o grupo voltou às paradas de sucesso e às pistas de dança com Why Make Sense, no ano passado.

Ambas as bandas são muito conhecidas no Brasil por terem passado já algumas vezes por aqui. E as DJs Claudinha Bukowski e Worst farão o duelo com os hits mais conhecidos das duas. Um prato cheio para quem adora dançar.

E ainda tem as promoções de toda Discotraxx: Moscow Mule gratuito pra quem chega até as 23h e Double Drink de Jägerbomb entre as 23h e 1h. Até a meia-noite, a entrada promocional custa R$ 20 e depois vai a R$ 25. Na página oficial da festa no Facebook  é possível encontrar listas pra entrar sem fila e concorrer a outros mimos. Pra ter uma ideia da sonoridade da festa, é só acessar as mixtapes no Mixcloud e a Playlist da Discotraxx no Spotify.

DISCOTRAXX especial Metronomy vs Hot Chip - Festa de house, deep house,  indie dance, nu-disco e outras vertentes do eletrônico, com set especial cheio de hits das bandas Metronomy e Hot Chip. DJs residentes Ale Dantas, Claudinha Bukowski, Denis James e Worst. Nesta sexta-feira (01.07), a partir das 22h, com entradas a R$ 20 até as 24h e R$ 25 após.

* Todas as infos e releases sobre nossa programação estão disponíveis em nosso site www.barjames.com.br.
*PROGRAMAÇÃO SUJEITA A ALTERAÇÃO SEM AVISO PRÉVIO.
Av. Vicente Machado, 894. Curitiba/PR. (41) 3222-1426. Formas de pagamento: Todos os cartões de débito e crédito Amex, Diners, Master, Visa e Visa Vale-Refeição.


ROCK DE GALPÃO MISTURA MÚSICA TRADICIONAL GAÚCHA NESTE SÁBADO NA FNAC


 
Elogiado por grandes nomes da música gaúcha, o Rock de Galpão sobe ao palco da Fnac Curitiba pela primeira vez neste sábado (2/7). O projeto, elaborado pela banda Estado das Coisas, agregou elementos inéditos à sua sonoridade, produzindo  novos arranjos para clássicos da música do Rio Grande do Sul. Canções como “Recuerdos da 28”, “Desgarrados” e “Milonga para as Missões” fazem parte do repertório do grupo. O evento, com entrada gratuita, começa às 19h30.
 
Rock de Galpão foi formado em 2007, contando com Tiago Ferraz (voz e guitarra), Rafa Schuler (gitarra e vocais), Guilherme Gul (bateria), Alexandre Gaiga (teclados), Paulinho Cardoso (acordeon), Gustavo Viegas (contrabaixo) e Diablo Jr (percussão). Dois álbuns foram lançados, tendo o segundo recebido diversos prêmios como melhor Disco e Intérprete no Prêmio Açorianos de Música 2015.
 
 
POCKET SHOW ROCK DE GALPÃO NA FNAC CURITIBA
 
Data: sábado, 2 de julho
Horário: a partir das 19h30
Endereço: Park Shopping Barigui - Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 600 – Mossunguê, Curitiba - PR
Ingressos: Entrada franca | www.agendafnac.com.br


TEORIA MUSICAL E PREPARO VOCAL ACOMPANHAM AULAS DE INSTRUMENTOS NA CONTRACULTURA



 
Aulas de instrumentos musicais aliadas à preparação do artista, tanto para apresentações quanto para o mercado, são alguns dos diferenciais da Escola de Criatividade Contracultura. Ela oferece oito cursos voltados para o mundo da música, incluindo canto, guitarra, viola caipira, baixo, violão, bateria, preparação para vestibulares de música e formação de banda. As férias de julho são uma boa oportunidade de início, com aulas que podem ser feitas individualmente, com uma aula por semana de, pelo menos, 60 minutos.
 
Cursos como Guitarra e Violão popular são acompanhados por aulas de produção vocal. Além de aprender a tocar o instrumento, o aluno é estimulado a pensar criativamente o processo de apresentação. Aliar o som da guitarra ou violão com o da voz dá outra visão ao ato musical, segundo o curador e diretor da escola, Alvaro Neves Jr. "Buscamos fazer o aluno se expressar melhor, além de aprender a tocar, mas se comunicar em vários aspectos  musicais", afirma.
 
O curso de Viola Caipira introduz um instrumento tradicional de raiz e apresenta novas maneiras de introduzi-lo a uma sonoridade moderna e bem produzida. "Desde o sertanejo até o rock, como em bandas como Charme Chulo, a viola caipira pode ser usada para produzir sons novos e originais. Estimulamos a criatividade quando entram em contato com esse instrumento", conta o fundador da escola.
 
Já na turma de Bateria, as aulas são acompanhadas por teoria musical. "O aluno passa a entender a rítmica específica da bateria e como harmonizar com outros instrumentos", explica Neves. O professor do curso, Pedro Gil Pajé, toca com os alunos para mostrar a musicalidade baseada em harmonia e melodia. Neves aponta: "vai muito além de aprender nomenclaturas, e sim de entender os ritmos e sonoridades que se criam nas apresentações".
 
O curso de Formação de Banda apresenta uma proposta inovadora: preparar os músicos para o mercado. "Aceitamos desde alunos dos nossos cursos tanto como bandas que queiram se aprimorar", conta Neves. O objetivo é explicar o mercado artístico e executivo para os integrantes de bandas, estimular a produção de músicas autorais e mostrar técnicas de apresentar o trabalho para estúdios e casas de shows. "A banda pode se beneficiar ao encontrar uma identidade própria, e sair preparado para apresentações, divulgando seus trabalhos de maneira concisa", explica.
 
SOBRE A ESCOLA
 
A Contracultura foi fundada em 2013, como uma maneira de preparar a nova geração para uma indústria criativa, valorizando a inovação pedagógica. O ideal de apresentar uma nova proposta às escolas culturais explica o nome “Contracultura”. A escola carrega os 16 anos de experiência no ensino de música de Alvaro Neves Jr., seu fundador. Graduado em Comunicação Social, ele incluiu técnicas comunicacionais para o melhor desenvolvimento dos alunos. Entre 2003 e 2013, Alvaro Neves desenvolveu o projeto Música e Cidadania, na Fundação Cultural de Curitiba, inserindo jovens no aprendizado de áreas artísticas e culturais.
 
 
CURSOS DE MÚSICA NA ESCOLA DE CRIATIVIDADE CONTRACULTURA
 
Curso de Baixo
Investimento individual: a partir de R$ 246,97
 
Curso de Bateria + Teoria musical
Investimento individual: a partir de R$ 246,97
 
Curso de Canto
Investimento individual: a partir de R$ 246,97
 
Curso de Formação de Bandas
Investimento individual: a partir de R$ 246,97
 
Curso de Guitarra + Produção vocal
Investimento individual: a partir de R$ 246,97
 
Curso de Viola Caipira
Investimento individual: a partir de R$ 246,97
 
Curso de Violão Pop + Produção vocal
Investimento individual: a partir de R$ 246,97
 
Curso preparatório para vestibular de Música
Investimento individual: a partir de R$ 276,97
 
Endereço: R. Álvaro Botelho, 84 – Bacacheri
Informações: (41) 3408-5256 | www.escolacontracultura.com


terça-feira, 28 de junho de 2016

Serge Erege lança single e clipe novos



Após o sucesso de “Rhythm of the Day”, eleita pela mídia especializada como umas das melhores músicas de 2015, Serge Erege lança agora pela Skol Music o novo single, “It's Already Cold”. A faixa chega ao lado de um videoclipe, filmado e dirigido pelo próprio artista e que reforça sua sonoridade synth-pop influenciada pelos anos 80 e sua estética lo-fi https://www.youtube.com/watch?v=TUOoClH9FCw.

Na sonoridade de 'It's Already Cold', imaginei como seria uma música num desses bailes obscuros dos anos oitenta. Daí fiz um baixo bem animadão mas com peso, e coloquei umas marimbas. Depois coloquei também uma harpa paraguaia para ficar celestial - afinal, uma pista que não te eleva aos anjos não serve pra mim", brinca ele.

Também pensei numa guitarrinha de teclado bem pós-punk. A voz vai seguindo o fluxo da narrativa - no começo está bem sutil, na sedução, e depois vai ficando mais nervosa conforme as carências vão se revelando. No final, tudo é um grande desespero pra ser amado”, completa Serge, que na letra fala sobre um casal que se desentendeu e não quer dar o braço a torcer.

O single chega acompanhado por um clipe dirigido por Serge ao lado do fotógrafo Murillo José, que também assina a arte de capa da música. O vídeo, que conta com edição e montagem de Leandro Menezes, foi criado a partir de elementos da cultura dos anos 80/90 e com foco em tecnologia da época.

Estávamos vendo alguns clipes antigos e pensamos em fazer um que parecesse uma compilação de arquivos de festas de outras épocas. Como uma pesquisa de arquivo dessa seria muito complicada, tivemos a ideia de produzir nossa própria festa, gravando em VHS para remeter ao passado e convidando amigos para ‘performar’ em um ambiente caseiro”, explicam Serge e Murillo.

Fomos na Rua 25 de Março e compramos máquina de fumaça, pisca-pisca, uma câmera VHS, lâmpadas, uma lanterna para servir de strobo e foi isso. A partir disso começamos a dirigir pensando em trabalhar com sombras, detalhes, plantas, usando feedback de televisão... vários elementos”, finaliza Serge Erege.

Além do single e do clipe, o artista prepara um EP com três faixas e seu primeiro álbum de estúdio, com todos os lançamentos previstos para 2016 pelo selo Ganzá, da Skol Music.

Mais informações: http://www.skol.com.br/music/