quarta-feira, 20 de maio de 2015

Orquestra de Câmara de Curitiba apresenta composições de Villa-Lobos


            O prelúdio das Bachianas Brasileiras nº 4 e a Suíte para Cordas, duas obras conhecidas do compositor brasileiro Heitor Villa-Lobos (1887-1959), abrem o concerto que a Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba apresenta neste fim de semana na Capela Santa Maria. A orquestra fará duas apresentações, na sexta-feira (22) às 20h, e sábado (23) às 18h30, sob a regência do maestro convidado Rodrigo de Carvalho, regente titular da Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo.
            A primeira parte do concerto é dedicada às obras de Villa-Lobos, ficando a segunda parte para os compositores Aaron Copland (1900-1990) e Bela Bartók (1881-1945). A Orquestra inicia o programa com o primeiro movimento das Bachianas Brasileiras nº 4, escrita originalmente para piano em 1930. A versão para orquestra foi composta em 1941. A série de nove composições que formam as Bachianas Brasileiras foi uma homenagem de Villa-Lobos a Johann Sebastian Bach. Nesse conjunto, escrito para formações diversas, Villa-Lobos fundiu material folclórico brasileiro às formas pré-clássicas no estilo de Bach, construindo uma versão brasileira dos famosos Concertos de Brandemburgo.
            A Suíte para Cordas de Villa-Lobos é uma de suas primeiras obras orquestrais, e possui características de uma dança pastoral inglesa. A Suíte de três movimentos estreou em julho de 1915 com a Orquestra da Sociedade de Concertos Sinfônicos, sob a direção de Francisco Braga. Esta foi uma das obras com que Villa-Lobos estabeleceu sua reputação no Rio de Janeiro. Completam o programa a obra “Hoe-down” from Rodeo, a música final do balé Rodeo, escrito em 1942 pelo americano Aaron Copland, e o Divertimento para Cordas, do compositor húngaro Bela Bartók, que nesta obra trabalha elementos da música folclórica.   
            Para reger a orquestra curitibana neste concerto foi convidado o maestro paulistano Rodrigo de Carvalho, regente titular da Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, diretor artístico e regente titular da Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí, e regente convidado permanente da Orquestra Sinfônica MÁV de Budapeste. Ele acaba de gravar um CD dedicado à obra de Villa-Lobos.           Selecionado para todos os principais concursos internacionais de regência orquestral, Rodrigo de Carvalho apresentou-se para plateias na Itália, França, Alemanha, Espanha, Áustria, Polônia, Dinamarca, Estônia, Finlândia, Estados Unidos, Canadá e México.
As duas apresentações da Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba são precedidas por uma palestra do professor de música da Faculdade de Artes do Paraná, André Egg, que repassará ao público informações sobre as obras e os compositores. Os pré-concertos têm início 45 minutos antes do espetáculo.
            Serviço:
            Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba. Regência de Rodrigo de Carvalho
            Local: Capela Santa Maria Espaço Cultural – R. Conselheiro Laurindo, 273 – Centro
            Datas e horários: 22 de maio (sexta-feira), às 20h, e pré-concerto às 19h15; e 23 de maio (sábado), às 18h30, com pré-concerto às 17h45. Palestrante: André Egg
            Ingressos: R$ 30 e R$ 15

Nenhum comentário:

Postar um comentário