quarta-feira, 27 de maio de 2015

GONZAGUINHA GANHA TRIBUTO NA CAIXA CULTURAL CURITIBA





Daniel Gonzaga, filho do homenageado que faria 70 anos em 2015, participa dos shows de 5 a 7 de junho

A CAIXA Cultural Curitiba apresenta, de 5 a 7 de junho, o show Gonzaguinha, tudo outra vez. A homenagem ao artista que completaria 70 anos em 2015 será conduzida pelos músicos cariocas Fábio Luna, Marcelo Caldi e Edu Krieger e contará com a participação especial de Daniel Gonzaga, filho do consagrado cantor e compositor.

O repertório reunirá canções marcantes da carreira de Gonzaguinha, como Grito de alertaExplode coraçãoO que é, o que éComeçaria tudo outra vez e Comportamento geral. Filho adotivo do cantor e compositor pernambucano Luiz Gonzaga, fazia duras críticas à ditadura militar e chegou a ter 54 composições censuradas. A abertura política viu o artista escrever faixas menos agressivas. Suas composições foram interpretadas por nomes como Elis Regina, Maria Bethânia, Zizi Possi, Simone e Joana.

O cantor e multiinstrumentista Fábio Luna e o pianista e sanfoneiro Marcelo Caldi trabalham juntos há vários anos. Em 2009, gravaram o disco instrumental Forró e choro vol. 1, finalista do Prêmio da Música Brasileira. Profundo conhecedor da obra dos mestres da sanfona, Caldi foi premiado pela Funarte por seu trabalho em homenagem ao Rei do Baião, Gonzagão.

Edu Krieger é compositor, violonista e baixista, com canções gravadas por nomes como Ana Carolina e Adriana Calcanhotto, e tem dois álbuns lançados. Já Daniel Gonzaga, filho do homenageado, é o intérprete convidado para o projeto. Tem oito discos gravados, sendo Comportamento geral (2008) uma homenagem a seu pai. Junto ao trio de músicos, ele dará nova roupagem à obra de Gonzaguinha.

Gonzaguinha
Nascido em 1945, compôs sua primeira música, Lembranças da primavera, aos 14 anos. Iniciou sua carreira artística em 1968 e, no ano seguinte, uniu-se a Ivan Lins e Aldir Blanc, entre outros, para criar o Movimento Artístico Universitário (MAU). Participou de festivais musicais e, em 1973, lançou o primeiro álbum, Luiz Gonzaga Jr., com destaque para a faixa Comportamento geral.

Em 1976, sua carreira musical dá um salto com a gravação do disco Começaria tudo outra vez, que incluía, além da faixa-título, Espere por mim, Morena e uma regravação de Asa Branca, composta pelo pai, Luiz GonzagaCom 17 álbuns lançados, morreu em 1991, aos 45 anos, em um acidente de automóvel.


Serviço:
Gonzaguinha, tudo outra vez
Local:CAIXA Cultural Curitiba - Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Centro - Curitiba/PR
Data: 5 a 7 de junho de 2015
Horário: sexta-feira, às 20h, sábado às 18h e 21h, e domingo às 19h
Ingressos: vendas a partir de 30 de maio (sábado). R$ 20 e R$ 10 (meia – conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA. A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura)
Bilheteria: (41) 2118-5111. Funciona de terça a sábado, das 12h às 20h, e domingo, das 16h às 19h
Classificação etária: livre para todos os públicos
Lotação máxima: 125 lugares (dois para cadeirantes) 


Nenhum comentário:

Postar um comentário