terça-feira, 20 de janeiro de 2015

O sanfoneiro Lulinha Alencar faz show em homenagem a Luiz Gonzaga





           
            Considerado um dos nomes mais importantes da sanfona brasileira, o músico potiguara Lulinha Alencar faz uma apresentação solo na 33ª Oficina de Música de Curitiba. No show “Cem Gonzaga”, o sanfoneiro interpreta o repertório instrumental de Luiz Gonzaga, revelando o lado musical menos conhecido deste grande artista brasileiro. A apresentação de Lulinha Alencar acontece nesta quinta-feira (22), às 21h, no Teatro da Reitoria da UFPR.
            Lulinha Alencar veio para a 33ª Oficina para dar aula de acordeom e de conjunto de música nordestina. “Cem Gonzaga” é também o seu primeiro disco, lançado em 2014. Lulinha iniciou na música por influência do pai, o sanfoneiro Zé de Cezário e hoje transita por diversa áreas. Seu som faz referência às suas origens sertanejas e completa-se com a urbanidade em arranjos pautados na modernidade e na influência de mestres.
Além do trabalho autoral, o músico integra o grupo de choro Moderna Tradição ao lado dos irmãos e mestres do choro Izaias e Israel Bueno de Almeida e o coletivo latino-americano América Contemporânea. Apresenta-se em todo o Brasil e no exterior, em países como Inglaterra, Espanha, Bélgica, Holanda, França, Alemanha, Itália, Suíça, Áustria, Marrocos, entre outros.

Trio catarinense O grupo Trama Trio, formado pelos músicos catarinenses Gabriel Vieira (violino), Rafael Calegari (contrabaixo) e Pedro Loch (violão), também está na programação desta quinta-feira. O trio de música instrumental apresenta-se às 19h, no Teatro do Paiol, para mostrar o seu primeiro disco, Mergulho.
Suas composições e interpretações seguem referências de diversas esferas da música popular brasileira como o violino popular, a influência da música instrumental sulista, baseada em ritmos tradicionais do sul do Brasil, além dos mais variados ritmos da música instrumental brasileira como o samba, choro, baião, maracatu, entre outros.
A formação acadêmica em música de seus integrantes possibilita uma união entre os ritmos e tradições da música popular com o conhecimento e a erudição em harmonia, arranjo e composição. O mergulho nessas diferentes esferas da música tornam possível um trabalho de caráter intimista, unindo o simples e o rebuscado, o popular e o acadêmico.

33ª Oficina de Música de Curitiba – 23ª Oficina de MPB
Local: Teatro do Paiol – Praça Guido Viaro, s/nº - Prado Velho
Data: 22 de janeiro de 2015 (quinta-feira), às 19h
Ingressos: R$ 10 e R$ 5

Show “Cem Gonzaga”, de Lulinha Alencar
Local: Teatro da Reitoria da UFPR – R. 15 de Novembro, 1299 - Centro
Data: 22 de janeiro de 2015 (quinta-feira), às 21h
Ingressos: R$ 10 e R$ 5

Nenhum comentário:

Postar um comentário