quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Avalanche Tropical abala as estruturas do James na próxima quinta-feira





Ela não acontece com frequência, mas sempre quando ocorre, é um grande estrondo, um terremoto musical. A Avalanche Tropicalvolta com tudo nesta edição de verão no James, que acontece na próxima quinta-feira (29.01). O coletivo itinerário com a proposta de misturar a herança cultural brasileira e outros ritmos calientes em celebração global traz os DJs residentes Drunk Disco (Alemão UC e Sérgio Takahata) ao lado dos convidados Omulu (RJ)Gorky(Bonde do Rolê)Dago (SP) e Fefa (Sweet Grooves).

Omulu é considerado pela mídia especializada como um dos nomes mais proeminentes do cenário global bass no Brasil. Algumas de suas faixas chegaram à marca de 500 mil visualizações no YouTube e 300 mil execuções no Soundcloud. Além de Bagulho Doido, produzida por Comrade, seu remix Dom Dom, do MC Pedrinho, costuma levar a pista à loucura. Esta será a primeira vez do DJ no James.

“Já estive a passeio em Curitiba há uns 6 anos e curti bastante a cidade. Essa é minha primeira vez tocando por aí. Geralmente não faço idéia do que vou tocar até sentir a pista, mas com certeza vou testar as novas tracks que vão sair pelo Buuum Traxx em breve”, adiantou Omuluque fez um divertido vídeo-convite especial para os clientes do James.

A noite começa com o aquecimento de Fefa, do projeto eletrônico que foi uma das gratas surpresas em 2014, o Sweet Grooves. Assumem também as picapes o DJ Gorky, conhecido pelas batidas irresistíveis do Bonde do RolêDago (SP), veterano da noite paulistana e que já tocou em festivais e festas do Canadá, Chile, Espanha, Peru, Argentina e Dinamarca; e o duo Drunk Disco, comAlemão UC e Sérgio Takahata misturando funk carioca, house, hip hop, tecnobrega e tudo o que for necessário pro público perder a linha na pista.

“O Omulu foi um dos produtores que mais se destacaram no ano passado no Brasil. O Gorky é uma das pessoas que mais entende de música que eu conheço, mistura uma porrada de estilos, com uma mixagem impecável. O Dago sabe como fazer um set impecável pra fazer uma pista ir abaixo, sem precisar tocar músicas-chiclete. Já a Fefa tem sempre sets dançantes e, como ela vai abrir a pista, a intenção é que ela deixe todo mundo quente desde cedo”, comenta Alemão, produtor do braço curitibano da Avalanche Tropical.

E, para os órfãos da Avalanche Tropical no ano que passou por aqui, já que só houve uma edição em 2014, Alemão garante que a festa continuará acontecendo em Curitiba. A periodicidade segue indefinida, porém, o produtor e DJ assegura que as baladas serão como nos anos anteriores, sempre com um line-up de peso.

“No ano passado a gente acabou focando mais em nossas festas em São Paulo, no Bar Secreto e no Neu Club. Em Curitiba, mais que regularidade, a gente acaba focando em lines que não se veem em outras festas da cidade. As pessoas já esperam que a Avalanche traga atrações de peso. Então, nossa intenção é que toda Avalanche aqui seja realmente um grande evento, algo imperdível. E que a galera, no dia pós-festa, acorde com o corpo doído de tanto se jogar.”

AVALANCHE TROPICAL - Coletivo itinerário com a proposta de misturar a herança cultural brasileira e outros ritmos calientes em celebração global. DJs residentes Drunk Disco (Alemão UC e Sérgio Takahata). DJs convidados Omulu (RJ), Gorky (Bonde do Rolê), Dago (SP) e Fefa (Sweet Grooves). Fotos por Luizo Cavet. Na quinta-feira (29.01), a partir das 22h, com entradas a R$ 20.

* Todas as infos e releases sobre nossa programação estão disponíveis em nosso site www.barjames.com.br.
*PROGRAMAÇÃO SUJEITA A ALTERAÇÃO SEM AVISO PRÉVIO.


Av. Vicente Machado, 894. Curitiba/PR. (41) 3222-1426. Formas de pagamento: Todos os cartões de débito e crédito Amex, Diners, Master, Visa e Visa Vale-Refeição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário