segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Inscrições abertas para a primeira fase da 33ª Oficina de Música de Curitiba



Um dos mais tradicionais eventos culturais da cidade, a Oficina de Música de Curitiba, chega a sua 33ª edição em 2015, com programação agendada para o período de 8 a 28 de janeiro. As inscrições para a primeira fase, que abrange Música Erudita e Música Antiga, têm início na próxima segunda-feira, dia 3 de novembro, pelo site www.oficinademusica.org.br, prosseguindo até o mês de dezembro ou enquanto houver vagas. No site constam todas as informações sobre os cursos, professores, número de vagas e horários. O investimento é de R$ 100 (um curso), R$ 150 (dois cursos) e R$ 180 (três cursos ou mais).
A prioridade dada às inscrições para a etapa inicial, que acontece de 8 a 17 de janeiro, explica-se pela necessidade de realizar a seleção dos candidatos, ação que pela primeira vez ocorre na Oficina de Música, demonstrando o constante aperfeiçoamento dessa celebração musical iniciada em 1983 e repetida ininterruptamente ao longo do tempo, inaugurando a agenda cultural anual. As inscrições para a fase de Música Popular Brasileira, que vai de 18 a 28 de janeiro, serão abertas em breve.    
A sede da Música Erudita e Música Antiga será a UTFPR – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, que abrigará 46 cursos com um total de 60 classes. Pelo local circularão 64 professores, assistentes e pianistas correpetidores, sendo 42 profissionais brasileiros e 22 estrangeiros, vindos dos Estados Unidos, Canadá, Portugal, Alemanha, Polônia, Inglaterra, França, Itália, Rússia, Estônia, Argentina, Chile, Israel e Japão. Os cursos de Música Popular Brasileira deverão ser desenvolvidos nas dependências da PUC – Pontifícia Universidade Católica do Paraná.  
Realizada pela Prefeitura Municipal (PMC) e Fundação Cultural de Curitiba (FCC), por meio do Instituto Curitiba de Arte e Cultura (ICAC), a Oficina de Música 2015 está orçada em R$ 2,2 milhões, tendo como principal patrocinadora a própria Prefeitura, além de participação financeira da Copel. A organização da Oficina de Música continua procurando negociar com outras instituições, com o objetivo de captar o valor total do evento.
Novo diretor – Reforçando a dinâmica exigida por uma realização do porte da Oficina de Música, entre as novidades dessa edição está a mudança na direção da Música Erudita, que fica a cargo do maestro e violinista Cláudio Cruz, função exercida nos últimos anos pelo maestro Osvaldo Ferreira. Regente e diretor musical da Orquestra Jovem do Estado de São Paulo e “spalla” da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP), Cláudio Cruz tocou pelo mundo todo e empenha-se na formação de jovens músicos. Rodolfo Richter continua respondendo pela Música Antiga, da mesma forma que a direção de Música Popular Brasileira permanece com Sérgio Albach e Glauco Sölter, sob o comando geral de Janete Andrade.
Outra boa notícia é a vinda do violoncelista pernambucano Antonio Meneses, considerado um dos mais respeitados instrumentistas brasileiros e que desenvolve carreira internacional. Ainda, na relação de participações, o violinista carioca Paulo Bosísio, que colaborou na criação da Oficina de Música, sendo diretor artístico por vários anos. O instrumentista foi homenageado pela Fundação Cultural de Curitiba, no início de 2014, dentro das comemorações dos 40 anos da Camerata Antiqua de Curitiba, grupo que Bosísio ajudou a construir.  
Reconhecimento – A seriedade e a importância da Oficina de Música de Curitiba são reconhecidas internacionalmente, sendo que os professores que vêm de outros países atuam em instituições renomadas, como Royal Academy e Guildhall School (Inglaterra), Juilliard School of Music (EUA) e Schola Cantorum Basilensis (Suíça). As principais instituições de música no Brasil também estão ligadas ao corpo docente, entre elas a Orquestra Sinfônica do Paraná, Escola de Música e Belas Artes do Paraná – Embap, Theatro Municipal de São Paulo, Teatro Municipal do Rio de Janeiro e OSESP – Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. Além disso, foram firmados convênios com o Instituto Goethe de Curitiba e o Consulado da República da Polônia.
Em 2015, os principais parceiros da Oficina de Música de Curitiba são o Centro Cultural Teatro Guaíra, Consulado Geral dos Estados Unidos em São Paulo, Consulado Geral da França em São Paulo,  Consulado Geral da República da Polônia em Curitiba, Curitiba Hostel, Família Farinha, E-Paraná, Escola de Música e Belas Artes do Paraná (Embap), Faculdade de Artes do Paraná (FAP), Instituto Goethe de Curitiba, Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC), Secretaria de Estado da Cultura, SESC da Esquina e Paço da Liberdade, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Universidade Federal do Paraná (UFPR)/Pró-Reitoria de Extensão e Cultura,
Serviço:
33ª Oficina de Música de Curitiba, que acontece de 8 a 28 de janeiro de 2015, realizada pela Prefeitura Municipal e Fundação Cultural de Curitiba (FCC), por meio do Instituto Curitiba de Arte e Cultura (ICAC).
Inscrições para a primeira fase (Música Erudita e Música Antiga – que acontece de 8 a 17 de janeiro): no site www.oficinademusica.org.br, a partir do dia 3 de novembro de 2014 (segunda-feira), prosseguindo até o mês de dezembro ou enquanto houver vagas.  
Investimento: R$ 100 (um curso), R$ 150 (dois cursos), R$ 180 (três ou mais cursos).

Nenhum comentário:

Postar um comentário