terça-feira, 30 de setembro de 2014

SAMBA DE BAMBA - ALEXANDRE REZENDE NA CAIXA CULTURAL CURITIBA



SAMBA COM RAÍZES RURAIS NA CAIXA CULTURAL CURITIBA
O sambista Alexandre Rezende, criado no interior mineiro, é a próxima atração do projeto Samba de Bamba


A CAIXA Cultural Curitiba apresenta, no dia 7 de outubro, às 20 horas, o show Beira do Rio, do cantor, compositor e instrumentista Alexandre Rezende, oitavo convidado do projeto Samba de Bamba deste ano. O músico propõe um percurso afetivo por sambas que formaram sua identidade musical, produzidos em seu estado natal, Minas Gerais, e em outras regiões, mais ao norte do país. Evoca, assim, músicas que estão “na beira” do consagrado berço do samba, o Rio de Janeiro. Acompanham o músico os instrumentistas Lucas Telles (violão de 7 cordas e direção musical), Leo Eymard (violão e viola caipira) Daniel Guedes (percussão) e Abel Borges (percussão).

No repertório, estão obras de compositores mineiros como Catoni, natural de Ouro Preto e que pertenceu à ala de compositores da Portela, João Bosco, Mauro Duarte e Geraldo Pereira, além dos Baianos Roque Ferreira e Caetano Veloso e do alagoano Dominguinhos. Alexandre apresenta também uma tradicional cantiga de tropeiro de domínio público, Marcolino.

Ao revisitar as origens da música popular, Alexandre apresenta um pequeno panorama que reflete a diversidade e as peculiaridades do samba feito fora dos limites do estado do Rio de Janeiro. Entre releituras e algumas canções autorais, serão recriados os percursos trilhados pelo gênero ao se encontrar com o calango, o baião e as origens sertanejas, o afoxé e o samba-canção, de Roque Ferreira a Ary Barroso – de quem é primo distante.

O músico:
Alexandre Rezende cresceu em Sabinópolis, interior mineiro, ouvindo a bisavó contar histórias das longas festas realizadas para celebrar as visitas do já famoso cantor Ary Barroso à cidade. Foi ali que, em meio a rodas de viola, congados e marujadas, descobriu seu caminho como sambista.

O músico começou a se apresentar ainda muito jovem na noite de Belo Horizonte. Em 2003, foi finalista com três composições próprias no primeiro festival da Coopersamba, evento criado por um grupo de sambistas da capital mineira. Após participar por 10 anos de grupos como Clã do Jabuti, Samba da Silva e Chapéu Panamá, Alexandre se lança em carreira solo, além de participar do projeto Expresso Sarandí, com um grupo de compositores mineiros que pesquisam e tocam o samba rural.

Em 2013, foi vencedor da sétima edição do concurso "Novos Bambas do Velho Samba", do bar Carioca da Gema, no Rio de Janeiro. Atualmente está preparando o seu primeiro disco, que deve ser lançado no início de 2015, com direção musical do violonista e arranjador Lucas Telles.

Samba de Bamba:
Mensalmente, o projeto Samba de Bamba recebe músicos que têm o compromisso de apresentar composições que, ao mesmo tempo, respeitem o passado cultural e mostrem ser possível renovar o samba brasileiro com qualidade. “Estamos apresentando as várias vertentes do samba produzido no Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, dentre outras regiões do país”, conta Rodrigo Browne, idealizador do projeto Samba de Bamba.

A próxima atração do projeto Samba de Bamba é o sambista carioca João Martins, no dia 4 de novembro.

Repertório:

1.    Até hoje não voltou (Geraldo Pereira e J. Portela)
  1. Peito de Partideiro (Alexandre Rezende)
  2. Inquietação (Ary Barroso)
  3. Pisei num despacho (Geraldo Pereira e Elpídio Viana)
  4. Pedras que cantam (Dominguinhos e Fausto Nilo)
  5. Luz de Candeeiro (Roque Ferreira)
  6. Mineiro Pau/Vertigem (Mauro Duarte e Paulo César Pinheiro/Catoni e Sergio Fonseca)
  7. Ladrão de Fogo (João Bosco e Antonio Cícero)
  8. Catitu e a onça (Bobô da Cuíca/Caiau e Tino Fernandes)
  9. Carreiro Lento (Alexandre Rezende )
  10. Marcolino/Mineiro, Mineiro/Candongueiro (Domínio Público/Ivan Carlos e Rubem da Mangueira/Wilson Moreira e Nei Lopes)
 Serviço:
Show: Samba de Bamba – Alexandre Rezende
Local: CAIXA Cultural Curitiba – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)
Data: 07 de outubro de 2014 (terça-feira)
Hora: terça-feira, às 20h
Ingressos: À venda a partir de 04 de outubro (sábado). R$ 10 e R$ 5 (meia - conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA)
Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sábado das 12h às 20h, e domingo, das 16h às 19h)
Classificação etária: Livre para todos os públicos
Lotação máxima: 125 lugares (2 para cadeirantes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário