domingo, 8 de junho de 2014

Karol Conká faz show no Clash Club dia 10 de junho




Revelação do rap nacional, curitibana apresenta repertório de seu disco de estreia, na festa Chocolate

Karol Conká lançou um dos discos mais aguardados de 2013. "Batuk Freak" (Deck) vem sendo elogiado por apresentar um rap pesado e dançante, misturando ritmos regionais e batidas eletrônicas. Na próxima terça, 10 de junho, a MC curitibana se apresenta no Clash Club em São Paulo.

Karol promete levar todo o peso do disco para o show. Além do repertório de seu disco de estreia, apresentará também a faixa "Toda Doida", parceria com seu conterrâneo Boss in Drama. A música, que já ganhou um clipe http://www.youtube.com/watch?v=_8XBjVPjhVg, comprova a versatilidade da cantora seja na hora de rimar ou de encher a pista de qualquer balada.
Os DJs residentes, Dubstrong e Jeff Bass, animam a pista com o melhor da black music.

Serviço
Festa: Chocolate
Show: Karol Conká
DJs: Dubstrong e Jeff Bass
Local: Clash Club - Rua Barra Funda, 969 - Barra Funda - São Paulo/SP
Data: 10 de junho (terça)
Horário: 23h
Preço:
PISTA
Mulheres:
Com lista: VIP até 00h30
Sem lista: R$ 20,00 entrada
Homens:
Com lista: R$ 30,00 entrada


Sem lista: R$ 40,00 entrada
CAMAROTES
Lateral 10 pessoas - R$ 2.500,00
Mezanino 10 pessoas - R$ 1.800,00
Mesa 4 pessoas Lateral - R$ 800,00
Mesa 4 pessoas Mezanino - R$ 600,00
Avulso Feminino Pista - R$ 100,00
Avulso Masculino Pista - R$ 250,00
Avulso Masculino Mezanino - R$ 180,00
Informações e lista: http://www.clashclub.com.br/
Reservas de camarotes pelo e-mail: camarote@clashclub.com.br
Aceita os cartões: AE, D, E, M e V
Capacidade: 500 pessoas
Censura: 18 anos
Tel: (11) 3661-1500
Estacionamento: R$20

Peter Murphy lança novo álbum “Lion”



Peter Murphy, artista britânico que foi líder do grupo Bauhaus, pioneiro da gothic music ao lado de The Cure, Joy Division e Siouxsie And The Banshees, acaba de lançar “Lion”, décimo álbum solo de sua carreira. Músico realiza encontro histórico com Wayne Hussey (The Mission e ex-Sisters of Mercy), no próximo no dia 20 de julho, no Carioca Club, em São Paulo. Mais informações abaixo.
 rticipações em programas de TV e de Rádio.
 


Encontro histórico com Wayne Hussey no Brasil acontecerá em julho – foto: divulgação
 
E finalmente Peter Murphy finalmente resolveu quebrar o silencio. O artista britânico, que foi líder do grupo Bauhaus, pioneiro da gothic music ao lado de The Cure, Joy Division e Siouxsie And The Banshees, inovou no lançamento do seu mais novo álbum “Lion”. Antes mesmo de chegar às lojas, o artista disponibilizou todo o conteúdo deste disco na internet.
 
A pré-venda virtual deste trabalho será feita através do sitewww.pledgemusic.com/petermurphy. Os fãs vão encontrar além das novas músicas, a possibilidade de comprar com antecedência o DVD “35 Years of Bauhaus” e garantir acesso a uma série de matérias exclusivas como entrevistas em video, fotos inéditas e muito mais.
 
“Lion” traz uma sonoridade bem interessante. O décimo álbum solo do ícone da gothic music contem 12 faixas e foi produzido por Martin "Youth" Glover, baixista do Killing Joke. O álbum foi oficialmente lançando, hoje, via na Nettwerk.
 
No entanto, em recente entrevista exclusiva à Rolling Stone, a conceituada revista teve autorização para disponibilizas todas as faixas em streaming. Confira em http://www.rollingstone.com/music/news/the-batman-cometh-peter-murphy-returns-with-goth-epic-lion-20140529.
 
O mais interessante é que mesmo antes de chegar às lojas, a turnê promocional “Lion” já estava sendo agendada. Uma das primeiras datas confirmadas foi justamente no Brasil.
 
Peter Murphy e Wayne Hussey (The Mission e ex-Sisters of Mercy) promovem, no próximo dia 20 de julho, no Carioca Club, em São Paulo, um dos encontros mais emblemáticos do gothic rock mundial.
 
Os ingressos continuam à venda e custam de R$ 110,00 (pista meia entrada e/ou  antecipada com desconto) a R$ 290,00 (camarote inteira), e estão disponíveis em vários pontos de São Paulo, Santo André e São Bernardo, além dos sites www.ticketbrasil.com.br (em até 12 vezes no cartão) e www.clubedoingresso.com (em até 6 vezes no cartão). Mais informações no serviço abaixo.
 
No repertório da "Lion South American Tour 2014” não devem faltar os principais hits da sua carreira solo, clássicos do Bauhaus e músicas do seu novo álbum Lion. Peter Murphy segue em carreira solo desde 1986 e já emprestou sua grave e impactante voz para nomes como Nine Inch Nails, Iggy Pop e David Bowie.
 
Já Wayne Hussey tem em sua programação uma performance mais intimista. O músico vai apresentar o elogiado set acústico, interpretando grandes clássicos como “Like a Child Again”, “Dragonfly”, “Stay with Me”, “Severina”, “Wasteland”, “Walk Away” além de canções do novo disco “The Brightest Light”.
 
Hussey ficou mundialmente famoso pela participação nos seminais The Mission, Dead or Alive e The Sisters of Mercy. No final de 1985, deixou o The Sisters of Mercy e juntamente com Craig Adams iniciaram a bela trajetória formando o The Mission.
 
Os dois ícones já dividiram o mesmo palco, ano passado, também no Carioca Club. Naquela ocasião, os monumentos do rock inglês dos anos 80 fizeram um dueto nas músicas “Telegram Sam”, do T-Rex, e “Ziggy Stardust”, do Bowie. E os fãs que prestigiaram aquela noite histórica parecem que estão ansiosos para revê-los novamente. Confira como foi o primeiro encontro entre Peter Murphy e Wayne Hussey em https://www.youtube.com/watch?v=Wc2cA9NftHw
 
Links relacionados:
 
 
Serviço São Paulo
 
PETER MURPHY & WAYNE HUSSEY
 
Peter Murphy – Lion South American Tour 2014 – Celebrando o lançamento do seu 10º álbum solo
Wayne Hussey – Acústico tocando os clássicos do The Mission
 
Data: 20/07/2014
Local: Carioca Club
Endereço: Rua Cardeal Arcoverde 2899, Pinheiros
Abertura da casa: 19h
Inicio show Wayne Hussey: 20h
Inicio do show Peter Murphy: 21h30
Classificação etária: A partir de 16 anos
 
Ingressos online
www.ticketbrasil.com.br (em até 12 vezes no cartão)
 
Ingressos
 
2º Lote
Pista meia entrada = R$ 110,00
Pista antecipado c/ desconto = R$ 110,00
Pista inteira = R$ 220,00
Camarote meia entrada = R$ 145,00
Camarote antecipado c/ desconto = R$ 145,00
Camarote inteira = R$ 290,00
 
3º Lote
Pista meia entrada = R$ 120,00
Pista antecipado c/ desconto = R$ 120,00
Pista inteira = R$ 240,00
Camarote meia entrada = R$ 155,00
Camarote antecipado c/ desconto = R$ 155,00
Camarote inteira = R$ 210,00
 
Na porta
Pista meia entrada = R$ 135,00
Pista na porta c/ desconto = R$ 135,00
Pista inteira = R$ 270,00
Camarote meia entrada = R$ 180,00
Camarote na porta c/ desconto = R$ 180,00
Camarote inteira = R$ 360,00
 
Pontos de venda em São Paulo:
 
Bilheterias do Carioca Club (SEM TAXA DE CONVENIÊNCIA)
Rua Cardeal Arcoverde, 2899
Horário: Segunda à sábado das 9hrs às 20hrs.
Pinheiros, São Paulo – SP Tel: 3813-8598
Formas de pagamento: Somente dinheiro.
 
Hole - Galeria do Rock*
Av. São João, 439 - 1º andar loja 275 - São Paulo - SP
Horário: Segunda à sábado das 10h às 19h.
Formas de pagamento: Dinheiro, Débito e Crédito à vista nos cartões Visa, MasterCard, American,Express, Diners Club International, Elo.
 
CadaQual*
Rua Augusta, 2171 - Jardim Paulista - São Paulo - SP
Horário: Segunda à sábado das 11h às 20h.
Formas de pagamento: Dinheiro, Débito e Crédito à vista nos cartões Visa, MasterCard, American
Express, Diners Club International, Elo.
 
Metal Music - Santo André*
Rua Dona Elisa Fláquer, 184 - Centro - Santo André - SP
Horário: Segunda à sexta das 10h às 18h30, sábado das 10h às 17h30.
Formas de pagamento: Dinheiro, Débito e Crédito à vista nos cartões Visa, MasterCard, American
 
Age Of Dreams - São Bernardo*
Av. Marechal Deodoro, 1754 - 2º Andar loja 33/36 - Centro - São Bernardo do Campo - SP
Horário: Segunda à sábado das 9h às 19h.
Formas de pagamento: Somente dinheiro
 
Twister Games - Itaquera*
Av. José Pinheiro Borges s/n – Shopping Metrô Itaquera
Horário: Segunda à sabado das 10h às 22h, domingo das 14h às 20h.
Formas de pagamento: Dinheiro, Débito e Crédito à vista nos cartões Visa, MasterCard, American, Diners Club e Elo
 
Shopping Oriente 500*
Rua Oriente, 500 2º andar - Brás - São Paulo - SP
Horário: Segunda à sexta das 9h às 17h, sábados das 9h às 13h30.
Formas de pagamento: Dinheiro, Débito e Crédito à vista nos cartões Visa, MasterCard, American, Express, Diners Club International, Elo.
 
*Ponto de venda sujeito a taxa de conveniência
 
Capacidade: 1.500 pessoas
Acesso para portadores de necessidades especiais
Ar condicionado
Estacionamentos na região: de R$ 20,00 a R$ 30,00 o período

Chapelaria no local: R$ 5,00

DJ Laudz incendeia a edição de junho do Cambalacho






James tem um convidado especial na festa da fusão sonora, o Cambalacho, mais conhecido como o Baile do Macaco. A balada acontece na próxima quinta-feira (12.06), a partir das 22h. Quem recebe a galera são os DJs residentes Anaum e Jeff Bass e o jovem e badalado DJ Laudz(Tropkillaz/ILoveCWBeats).


Cambalacho, ou Baile do Macaco, muita gente já conhece por aí, graças ao talento dos DJs residentes, Anaum e Jeff Bass. O primeiro segue mais o estilo hip hop da “velha guarda”. Já Anaum gosta de misturar mais novidades e transita com facilidade entre vários gêneros, como o trap, o dubstep, entre outros.


O DJ e produtor André Laudz é uma das pérolas curitibanas que tem feito muito sucesso por aí, não somente em território nacional, quanto lá fora também. Com apenas 20 anos, já tem um currículo invejável: além de manter um projeto com o renomado DJ Zegon - o Tropkillaz -, Laudz também trabalhou com RashidEmicidaProjotaFlora MatosMV Bill, entre outros. Até mesmo o lendário Dr. Dre foi flagrado curtindo o som do talentoso paranaense. Pra saber mais sobre o som dele basta clicar aqui.


Entre os residentes, Jeff Bass  faz muito sucesso em São Paulo, onde toca na badalada Chocolate Ouça o som dele aqui.Anaum mistura mais coisas na hora e busca diferentes referências. Ouça aqui.


CAMBALACHO - O Baile do Macaco promove a festa da fusão sonora. DJs residentes Anaum e Jeff Bass. Convidado: DJ Laudz (Tropkillaz/ILoveCWBeats). Intervenções de Crazy Monkey. Na quinta-feira (12.06), a partir das 22h, com entradas a R$ 20. Apoio: Tristano Peluqueria e Laia.


* Todas as infos e releases sobre nossa programação estão disponíveis em nosso site www.barjames.com.br.
*PROGRAMAÇÃO SUJEITA A ALTERAÇÃO SEM AVISO PRÉVIO.



Av. Vicente Machado, 894. Curitiba/PR. (41) 3222-1426. Formas de pagamento: Todos os cartões de débito e crédito Amex, Diners, Master, Visa e Visa Vale-Refeição.

Cerveja do Ratos de Porão ganha medalha de ouro




 
Em meio a uma avalanche de bandas lançando cervejas do mais diversos tipos e para os mais específicos gostos, a cerveja do Ratos de Porão mostrou que não é apenas mais uma que está disponível no mercado ou em qualquer prateleira.
 
A RED ALE “CRUCIFICADOS PELO SISTEMA” ganhou medalha de ouro, em sua categoria, durante a IV edição da SOUTH BEER CUP. O evento que aconteceu recentemente em Belo Horizonte (BH), simultaneamente com a VIII Brasilbier, premiou as melhores cervejas da América Latina. A SOUTH BEER CUP é realizada um ano no Brasil, outro na Argentina.
 
A RATOS DE PORÃO RED ALE, produzida pela Cervejaria Dortmund de Serra Negra(SP), em parceria com a Distribuidora Bushido Brazil, é uma cerveja com estilo de origem irlandesa, de coloração avermelhada, leve e pouco amarga.
 
Era um calorento dezembro de 1983, quando quatro rapazes raivosos e inexperientes entraram em estúdio para gravar em seis horas o disco que viria a ser, 30 anos depois, um clássico do punk mundial “Crucificados pelo Sistema”. O petardo detona 16 furiosas canções em 17 minutos de raiva incontida de uma frustração adolescente sem igual vinda de uma periferia sem futuro algum. Músicas como “Agressão/Repressão”, “FMI”, “Não Me Importo” e “Pobreza” tem a força de um murro na cara e, mesmo em português, faz parte da trilha sonora da vida de muito garoto mundo a fora.
 

Lançado em abril de 1984, o RDP foi pioneiro no estilo e foi o primeiro disco de uma banda de hardcore da América Latina. “Para comemorar esse trigésimo aniversário, foi lançada essa cerveja para brindar os admiradores e fãs mais apaixonados que, com certeza, vão saborear e festejar o quanto é importante esse disco na história do nosso medíocre rock nacional”, declarou João Gordo.

Tango A música de uma cidade de Mauro Mendes Braga





TangoA música de uma cidadede Mauro Mendes Braga


Coleção: Humanitas
2014. 500p. 
Dimensão: 22,5 x 15,5
Peso:730 gramas

Este livro traz uma visão panorâmica do nascimento e desenvolvimento do tango e de sua íntima relação com a cidade de Buenos Aires. Apresentam-se as diferentes etapas de evolução do tango, bem como breves histórias de seus personagens e canções mais destacados. O texto, direcionado ao público brasileiro, aborda também o impacto que o tango teve no Brasil e sugere temas e gravações para uma pequena discoteca do gênero.

 Música triste de uma cidade

OBRA DE MAURO BRAGA CONTA A HISTÓRIA DO TANGO, MOSTRANDO COMO O GÊNERO ESTÁ IDENTIFICADO COM BUENOS AIRES

POR ITAMAR RIGUEIRA JR.


 O bandoneon, instrumento de origem alemã e sacra, chegou à Argentina no quarto final do século 19 e foi incorporado ao tango por volta de 1910. Incapaz de acompanhar o ritmo vivaz dos primórdios da música portenha – quando lembrava o choro brasileiro –, o bandoneon associou-se à nostalgia dos imigrantes italianos, dotando o tango de sua alma melancólica. Essa e outras histórias encontram-se no livro Tango – a música de uma cidade, que a Editora UFMG lançou na semana passada em Belo Horizonte.
Fruto de trabalho – movido por paixão que vem da infância – do professor Mauro Braga, aposentado do Departamento de Química da UFMG, o livro conta a história do tango desde o início do século 20 até por volta dos anos 1970. O autor dedica boa parte do texto a mostrar por que o ritmo é considerado essencialmente portenho, nascido nos conventillos (espécie de cortiços) de Buenos Aires e marcado por um idioma próprio, o lunfardo, resultado da mescla de culturas que caracterizou a capital argentina no começo do século 20.
O livro aborda a origem negra do tango, relacionada ao grande contingente de negros que habitou Buenos Aires e Montevidéu por mais de 200 anos. Candombe e milonga, ritmos negros, foram se transformando e incorporando contribuições de italianos e criollos. A alma melancólica do gênero se consolida com o aparecimento do tango-canção, em 1917, ou seja, as canções que contavam uma história triste.
Mi noche triste, de Samuel Castriota e Pascual Contursi, – cuja letra foi escrita por Contursi sem o conhecimento do autor da música – é unanimemente considerada a primeira dessas canções e foi também o primeiro tango gravado por Carlos Gardel. O tango foi se tornando uma música triste, fortemente ancorada na vida da cidade. Muitos anos depois, o músico Osvaldo Pugliese chegou a defini-lo como “o livro de queixas do arrabal portenho”. 

SUCESSO EM PARIS

A pesquisa que construiu Tango – a música de uma cidade incluiu várias incursões a Buenos Aires – uma das temporadas durou três meses – e a leitura de mais de cem obras. O livro mostra ainda que o tango, originalmente música de prostíbulos e dos conventillos, foi levado por jovens de classe alta para os bordéis de luxo da cidade e, logo em seguida, para Paris.
“O sucesso do tango em Paris alimentou a absorção do gênero pelas classes abastadas, desejosas da sofisticação que o gosto francês conferia”, diz Mauro Braga, que descreve em seu livro as etapas, com duração de aproximadamente duas décadas, em que se divide parte da história do tango, desde 1880: as Guardias Primitiva, Vieja, Nueva e del 40.
O texto segue até o reinado de Astor ­Piazzolla, figura “exótica e enigmática”, que chegou a imaginar que preferia o jazz e o piano à combinação do tango com o bandoneon. Após uma temporada de estudos em Paris, entretanto, concluiu que sua vida estava no tango e no bandoneon. Como disseram dois de seus biógrafos, “Piazzolla percebeu que a sombra que queria deixar para trás era a sua”.
O livro aborda apenas superficialmente o desenvolvimento do tango após 1980, mas Mauro Braga garante que o estilo tem presença muito forte ainda hoje em Buenos Aires. “Mantém-se como aspecto importante a releitura de temas antigos, o que foi acentuado pelo aparecimento de notáveis cantoras, nos anos de transição do século 20 para o 21. Mas novos valores estão aportando ao gênero contribuições que o enriquecem”, afirma Mauro Braga, que produz e apresenta o programa Compasso Latino, na Rádio UFMG Educativa.

Na parte final da obra, há um capítulo dedicado aos poetas do tango – entre os quais se destacam Catullo Castillo, Enrique Cadícamo, Enrique Discépolo, Alfredo Le Pera, Homero Manzi, Homero Exposito, Eladia Blazquez e Horacio Ferer – e outro que relaciona cem tangos considerados pelo autor essenciais a uma discoteca. Devoto também do bolero e da música cubana, que ouvia junto com a música portenha nas eletrolas da família, Mauro diz que escolheu o ritmo para começar porque sente falta de obras sobre o tema em português e porque lhe pareceu mais viável a pesquisa. E, embora inicie sua obra ressaltando a “ousadia” da empreitada – “não sou historiador, nunca estudei literatura e nem sei distinguir uma nota musical de outra” –, admite que poderá se “aventurar” outras vezes a escrever sobre sua paixão pela música latina. 


LANÇAMENTO DA
 


terça-feira, 3 de junho de 2014

Programação Semanal James entre 04 e 07 de Junho










PROGRAMAÇÃO DA SEMANA
DE 04 A 07 DE JUNHO
QUARTA 04.jun: 22h
DJs residentes Ale Dantas, Claudinha Bukowski e Pablo Busetti.
DJs convidados Tristano Crew.
VENHAM POR NOSSA CONTA, sorteio promocional a partir das 13h,na fanpage da festa no Facebook.
NOITE DOS PENTEADOS, Tristano Peluqueria estará no lounge penteando a galera, entre 23h e 1h.
DOUBLE DRINK de destilados nacionais até 0h.
R$ 15.
QUINTA 05.jun: 22h
Show com a banda Audac e o músico e produtor norte-americano Gordon Raphael.
DJs convidados Lady Daphne, Selector Sik e Gustavo Francesconi (Apoc Studio).
R$ 20 (VÁ DE BIKE E PAGUE MEIA).
   
SEXTA 06.jun: 22h
DJs residentes Ale Dantas, Anaum e Claudinha Bukowski.
LISTA FIDELIDADE, a partir das 13h, na fanpage da festa no Facebook.
SHOTS DE TEQUILA, no balcão, ao longo da noite.     
R$ 20.
SÁBADO 07.jun: 22h
DJs residentes Ale Dantas, Denis Pedroso e Celso Ferreira.
SORTEIO DE VIPS, com participação na fanpage do Facebook, a partir das 13h do dia da festa.
DEGUSTAÇÃO DE DRINKS ao longo de toda a noite.
R$ 25.
* Todas as infos e releases sobre nossa programação estão disponíveis em nosso site www.barjames.com.br.
*PROGRAMAÇÃO SUJEITA A ALTERAÇÃO SEM AVISO PRÉVIO.
Av. Vicente Machado, 894. Curitiba/PR. (41) 3222-1426. Formas de pagamento: Todos os cartões de débito e crédito Amex, Diners, Master, Visa e Visa Vale-Refeição.

Móveis Coloniais de Acajú se apresenta no Clash Club dia 07 de junho






O Móveis Coloniais de Acajú, uma das bandas mais inovadoras dessa geração, aporta no próximo sábado (07/06) no Clash Club. Os brasilienses, com seu excepcional naipe de metais, vão apresentar seu novo show pela primeira vez em São Paulo. André Gonzales (voz), Beto Mejía (flauta transversal), Eduardo Borém (gaita cromática, escaleta e teclados), Esdras Nogueira (sax barítono), Fabio Pedroza (baixo), Fabrício Ofuji (produção), Gabriel Coaracy (bateria), Paulo Rogério (sax tenor), Xande Bursztyn (trombone) e Fernando Jatobá (guitarra), vão tocar músicas dos 3 álbuns de estúdio: "Idem" (2005), "C_MPL_TE" (2009) e "De Lá Até Aqui" (2013), alguns covers e outras surpresas.

 
Serviço
Show: Móveis Coloniais de AcajúLocal: Clash Club - Rua Barra Funda, 969 - Barra Funda - São Paulo/SP
Data: 07 de junho (sábado)
Horário: 18h
Ingressos Antecipados:
- Pista
1º lote R$25,00 (promocional/meia-entrada)
2º lote R$35,00 (promocional/meia-entrada)
- Camarote
1º lote R$50,00 (promocional/meia-entrada)
2º lote R$70,00 (promocional/meia-entrada)
Pontos de venda:
Galeria do Rock - Rua 24 de Maio, 62 - Loja 255 - Centro - São Paulo/SP - Telefone (11) 3361 6951
Rock'n'Roll Burger - Rua Augusta, 538 - São Paulo/SP - Telefone (11) 3255 0351
Venda online: http://bit.ly/ingressomoveis
Capacidade: 500 pessoas
Censura: 16 anos
Informações: http://www.clashclub.com.br/ / Tel: (11) 3661-1500
Estacionamento: R$20

Sobre o Clash Club:
Localizado na Barra Funda em um antigo galpão da década de 30, o Clash Club foi inaugurado em março de 2007 e, ao longo dos anos, se firmou como uma das principais casas noturnas de São Paulo, com espaço para shows dos mais variados estilos de grandes artistas nacionais e internacionais. Já passaram pelo clube mais de 1.500 artistas, tocando para aproximadamente 1 milhão de pessoas nas festas e shows realizados. Recém reformado, o Clash ganhou ar de reinauguração, desde a remodelação da entrada e saída, do mezanino, novos sistema de ar condicionado, camarotes com banheiros exclusivos e outros bares internos.

Camerata Antiqua apresenta concerto didático para alunos de escolas municipais






O programa “Alimentando com Música”, criado pela Camerata Antiqua de Curitiba com o objetivo de difundir entre os alunos de escolas municipais a linguagem da música erudita, tem nova edição em 2014. A Capela Santa Maria Espaço Cultural abriga o espetáculo “Joaquim e a Escola Imaginária da Música”, sob o comando da maestrina cubana Maria Antonia Jimenéz, que responde pela direção artística e regência do Coro da Camerata, desde o ano passado.

As apresentações, estruturadas de forma cênica e educativa, acontecem de 3 a 7 de junho, com repetição de 6 a 10 de outubro. Durante a semana, a programação é gratuita e exclusiva para os estudantes e professores, mas nos sábados, dias 7 de maio e 11 de outubro, as sessões são abertas a todos os interessados, nos horários das 18h30 e 19h30, com ingressos a R$ 30 e R$15 (meia-entrada) e entrada franca para crianças até 12 anos.

Os concertos didáticos, promovidos pela Fundação Cultural de Curitiba e Instituto Curitiba de Arte e Cultura, em parceria com a Secretaria Municipal da Educação e a Fundação de Ação Social de Curitiba (FAS), são um exercício de cidadania e aprendizado, envolvendo músicos, alunos de várias escolas e seus mestres. Neste ano, serão atendidos mais de 1.800 alunos de escolas municipais de todas as Regionais da cidade. Além de possibilitar às crianças o conhecimento e o funcionamento de uma orquestra, a iniciativa pretende despertar nesses jovens estudantes a curiosidade a respeito do repertório erudito e aproximá-los desse vasto e rico universo musical.



Os convidados – A montagem de “Joaquim e a Escola Imaginária da Música” conta com importantes convidados. O elenco é composto pelos atores paranaenses Renet Lyon (Joaquim), Giovana de Liz (bailarina Marina) e Rosana Stavis (professora Quero-Quero).

Ator, cantor, compositor, músico, dublador e locutor, Renet Lyon exibe um extenso currículo, no qual constam cursos com renomados diretores teatrais, especializações em interpretação para cinema e televisão, acrobacia e dança contemporânea. Também atuou em vários espetáculos e estudou saxofone e piano.

Com pós-graduação em Arte-educação pela Faculdade de Artes do Paraná (FAP), Giovana de Liz estudou teoria e prática vocal, além de teatro e dança contemporânea, acumulando interpretações em diversas peças. A atriz e cantora Rosana Stavis é reconhecida pela versatilidade de seu trabalho, possuindo mais de 60 atuações em teatro, cinema, televisão, óperas e musicais. É integrante da banda curitibana Denorex 80 e entre suas premiações constam edições do Troféu Gralha Azul como melhor atriz.

A dramaturgia e a cenografia estão a cargo do paulista Rhenan Queiroz, que atua na pesquisa e síntese de projetos nas áreas das artes cênicas e plásticas com o objetivo de, por meio do entretenimento, estimular o público a refletir sobre as relações interpessoais e a convivência na sociedade. O dramaturgo, cenógrafo, ator e cantor Maurício Vogue, que trabalhou com os principais diretores do teatro nacional, é responsável pela direção cênica do espetáculo. Exibindo conquistas do Troféu Gralha Azul, como melhor ator e diretor, atualmente é cantor da banda Denorex 80.

Com iluminação de Nádia Luciani, “Joaquim e a Escola Imaginária da Música” tem todos os arranjos musicais realizados por Marco Aurélio Koentopp. O músico paranaense participa do programa Alimentando com Música há várias edições. Professor do Curso de Composição e Regência da Escola de Música e Belas Artes do Paraná (Embap), ele destaca a função pedagógica do programa, que procura sempre levar às crianças um repertório de nível poético e musical mais elaborado.

“Com o programa Alimentando com Música, a Camerata Antiqua de Curitiba reafirma seu compromisso sociocultural, tendo como meta cativar novas plateias, além de despertar possíveis dons e aptidões”, diz a coordenadora de Música Erudita da Fundação Cultural de Curitiba, Janete Andrade, ressaltando, ainda, que a programação é para todas as idades.



O repertório – O espetáculo “Joaquim e a Escola Imaginária da Música” reúne as seguintes obras: “Primavera”, de Antonio Vivaldi (1678 – 1741); “É uma partida de futebol”, da banda Skank; “Mundo da Criança”, de Toquinho; “Palavra Cantada”, de Paulo Tatit e Sandra Peres; “Catira do Passarinho”, de Celso Pan e Jacqueline Baumgratz; “Tico-tico no fubá”, de Zequinha de Abreu; “Réquiem para a infância”, de Breculê; “Sabiá lá na gaiola”, de Carmélia Alves Curvello; “A Corujinha” e “O Pato”, de Vinicius de Moraes; “Les chants Des oiseaux”, de Cléments Janequin (1485 – 1558); “O voo do besouro”, de Nikolai Rimsky-Korsakov (1844 – 1908); e “Passaredo”, de Chico Buarque de Holanda. 



Serviço:

Programa Alimentando com Música com a Camerata Antiqua de Curitiba, no espetáculo “Joaquim e a Escola Imaginária da Música”. 

Local: Capela Santa Maria – Espaço Cultural (Rua Conselheiro Laurindo, 273 – Centro)

Datas e horários:

3 de junho, às 9h30 e 10h30 (para alunos da rede pública de ensino);

4 de junho, às 14h30 e 15h30 (para alunos da rede pública de ensino);

5 de junho, às 9h30 e 10h30 (para alunos da rede pública de ensino);

6 de junho, às 14h30 e 15h30 (para alunos da rede pública de ensino);
7 de junho, às 18h30 e 19h30 (para o público em geral). Nessas apresentações, os ingressos custam R$ 30 e R$15 (meia-entrada

MÚSICA - EUDÓXIA DE BARROS EM RECITAL SOLO NA CAIXA CULTURAL CURITIBA


EUDÓXIA DE BARROS EM RECITAL SOLO NA CAIXA CULTURAL CURITIBA
Como parte da Série Solo Música, a musicista apresenta programa com obras de Osvaldo Lacerda e Ernesto Nazareth
A CAIXA Cultural Curitiba apresenta, no próximo dia 10 de junho, como parte da Série Solo Música, recital da pianista paulistana Eudóxia de Barros. A musicista, conhecida por ser uma das principais divulgadoras da música clássica brasileira, apresenta um programa especial com obras de Osvaldo Lacerda, de quem é viúva, e Ernesto Nazareth. No dia 11 de junho, às 20 horas, Eudóxia ministra palestra aberta ao público em geral, com entrada franca, mediante retirada de ingressos com 1h de antecedência, na bilheteria do teatro.
“Eudóxia tem uma contribuição significativa para a música brasileira, seja na divulgação e entendimento da obra de Nazareth, como executando músicas de compositores como Heitor Villa-Lobos, Almeida Prado, Camargo Guarnieri, Zequinha de Abreu, Chiquinha Gonzaga, Francisco Mignone, e, claro, Osvaldo Lacerda”, destaca Alvaro Collaço, curador e produtor da Série Solo Música.
Repertório:
A musicista preparou para o recital obras dos dois compositores de maior significância em sua vida: Osvaldo Lacerda, de quem foi esposa e conviveu até a sua morte, em 2011, e Ernesto Nazareth, cuja obra compôs o LP Ouro sobre Azul, de 1963, o primeiro disco dedicado exclusivamente à música do compositor. De Lacerda, Eudóxia interpreta duas valsas homenageando amigos: o Estudo nº 7 e Cromos, do 4º caderno, a Sonata para Cravo ou Piano e o Estudo nº 12, esta última dedicada à própria Eudóxia. De Nazareth, interpreta os clássicos Odeon, Brejeiro, Apanhei-te Cavaquinho, Espalhafatoso, Ouro Sobre Azul, Confidências, Escorregando e Coração que Sente. “Será um recital em homenagem a música clássica brasileira, a partir das maiores referências de Eudóxia de Barros”, enfatiza Alvaro Collaço.
A pianista:
A paulistana Eudóxia de Barros estudou com músicos renomados como Mathilde Frediani, Karl Heim, Magda Tagliaferro, Nellie Braga, Lina Pires de Campos, Daisy de Lucca, Olivier Berrnard, Guilherme Fontainha, Mozart Camargo Guarnieri, Sebastian Benda e Roberto Sabbag. Em 1953, com 16 anos, fez a estreia brasileira de o Concerto nº 1, de Heitor Villa Lobos, como uma das vencedoras para solista da Orquestra Sinfônica Brasileira, sob a regência de Eleazar de Carvalho.
A pianista gravou 31 LPs e 14 CDs, além do DVD Convite à Música (2007). Para divulgar a obra de Nazareth, em 1976 participou do programa 8 ou 800, da TV Globo, conduzido por Paulo Gracindo. Em 1977 publicou o livro Técnica Pianística – Apontamentos Sugeridos pela Prática do Magistério e Concertos, obra reeditada em 2006. Em 3 de setembro de 1982, casou-se com Osvaldo Lacerda (1927-2011), que lhe dedicou uma enorme quantidade de obras. Integra a Academia Brasileira de Música, ocupando a cadeira nº 14, cujo patrono é Elias Álvares Lobo. Eudóxia apresentou-se na França, Suíça, Inglaterra, México e em países da América Central e do Sul. Nos Estados Unidos, além de tocar nos teatros The Town Hall e The Carnegie Hall, de Nova Iorque, apresentou-se como solista da “Cleveland Philharmonic” e da “North Carolina Symphony”.
Série Solo Música:
Em 2014, a Série Solo Música ampliou seus territórios, além de Curitiba e Brasília, para Fortaleza. O público das três cidades tem a oportunidade de presenciar concertos solo de artistas de estilos bem variados – desde a Música Popular Brasileira e a música clássica até o punk-blues e a música experimental. “A expectativa é que o sucesso dos anos anteriores se repita, seja porque são recitais raros de se ver, seja pela qualidade de todos eles”, enfatiza Collaço.

Serviço:
Música: Série Solo Música – Eudóxia de Barros (piano)
Local: CAIXA Cultural Curitiba – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Centro – Curitiba (PR)
Data: 10 de junho de 2014 (terça-feira)
Horário: terça-feira às 20h
Ingressos: Vendas a partir de 7 de junho (sábado). R$ 10 e R$ 5 (meia - conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA)
Bilheteria: (41) 2118-5111. De terça a sábado, das 12h às 20h, e domingo, das 16h às 19h
Classificação etária: Não recomendado para menores de 10 anos
Lotação máxima do teatro: 125 lugares (2 para cadeirantes)
Palestra com Eudóxia de Barros
Local: CAIXA Cultural Curitiba – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Centro – Curitiba (PR)
Data: dia 11 de junho (quarta-feira)
Hora: quarta-feira, às 20h
Aberta ao público em geral, com entrada franca, mediante retirada de ingressos com 1h de antecedência