sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

XANGAI E JURAILDES DA CRUZ NA CAIXA CULTURAL CURITIBA



Dupla da “caatinga” e do “cerrado” faz um apanhado de canções de Juraildes em show de voz e violão


A CAIXA Cultural Curitiba apresenta, da próxima sexta (dia 31) até domingo (dia 2), o espetáculo musical “A Caatinga Canta o Cerrado”, de Xangai e Juraildes da Cruz. No formato “voz e violão”, a dupla retoma composições de Juraildes como “Depenar”, “Vida no Campo”, “Nóis é Jeca mais é Jóia”, “Os Meninos” e “Quem Ama Perdoa” – em uma homenagem prestada pelo baiano Xangai ao companheiro de palco goiano, de quem é um dos principais intérpretes.

Os músicos:
Goiano de Aurora do Norte, Juraildes da Cruz se mudou com a família ainda menino para Goiânia, onde aprendeu a tocar violão e ouvir rock e MPB e absorveu diversas referências musicais – das cantigas de roda e catiras às músicas de Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro.

Seu primeiro disco, “Cheiro de Terra”, foi gravado somente em 1990, com participações de Xangai, Sebastião Tapajós, Paulo Moura e Jaques Morelenbaum. Nos anos 70 participava de festivais ao lado de nomes como Jackson do Pandeiro, Fagner, Alceu Valença e Caetano Veloso. Em 2010, foi eleito melhor cantor popular pelo voto do público do 21º Prêmio da Música Brasileira. Suas composições fazem parte do repertório de grandes nomes da música brasileira como a dupla Pena Branca e Xavantinho e Rolando Boldrin.

A trajetória artística de Eugênio Avelino, mais conhecido como Xangai, teve início nos anos 70, quando gravou seu primeiro disco, "Acontecivento", em 1976. O cantor baiano, filho de sanfoneiro, aprendeu a cantar com vaqueiros e cantadores de Vitória da Conquista, onde passou a infância.

Xangai é tido como o intérprete que mais se associa à obra de Juraildes e do cantor e compositor baiano Elomar Figueira Mello. As canções de Juraildes fazem parte de seu repertório desde que gravou "Fuzuê na taboca", no álbum "Lua cheia - Lua nova", em 1989. O CD lançado em parceria com o goiano em 2004, “Nóis é Jeca Mais é Jóia”, foi indicado ao Prêmio da Música Brasileira em 2005 – mas, a música que dá nome ao disco já havia sido gravada por Xangai no CD "Cantoria de Festa", escolhido o melhor de 1998 pelo Prêmio Sharp. Xangai coleciona outras parcerias com Renato Teixeira, Elomar Figueira, Vital Farias e Geraldo Azevedo.



Serviço:
Show “Xangai e Juraildes da Cruz: A Caatinga Canta o Cerrado”
Local: CAIXA Cultural Curitiba – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)
Data: de 31 de janeiro a 2 de fevereiro de 2014
Horário: de sexta-feira a sábado às 20h e domingo às 19h
Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia - conforme legislação e correntista CAIXA)
Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sexta-feira, das 12h às 20h, sábado, das 16h às 20h e domingo, das 16h às 19h)
Lotação máxima: 125 lugares (2 para cadeirantes)
Classificação etária: Livre para todos os públicos


Nenhum comentário:

Postar um comentário