quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Léa Freire e Amilton Godoy unem talentos musicais em CD





A quarta-feira (22) reserva uma atração especial, dentro da programação da 32ª Oficina de Música de Curitiba. No Teatro da Reitoria da UFPR, às 21h, o pianista Amilton Godoy e a flautista e compositora Léa Freire comandam o show de lançamento do CD que registra o talento desses dois grandes nomes da MPB. No disco “Amilton Godoy e a Música de Léa Freire”, Godoy interpreta 11 peças para piano escritas por Léa, em execuções que privilegiam tanto o rigor quanto a improvisação.
A afinidade musical entre Léa e Amilton tornou realidade o CD. A versatilidade do pianista, que transita com desenvoltura por vários gêneros musicais, foi fundamental para a interpretação da obra de Léa, que guarda influências de rock, jazz, bossa nova, choro e baião, além de possuir elementos da produção de compositores eruditos como Camargo Guarnieri, Villa-Lobos, Bach e Debussy.
O disco – lançado pelo selo da compositora, o Maritaca – tem, entre as músicas selecionadas, “A Coisa Ficou Russa”, “Vento em Madeira”, “Copenhague”, “Mamulengo”, “Brincando com Theo” e “Caminho das Pedras”.

Os músicos – O destaque de Amilton Godoy entre as estrelas da MPB não é por acaso. O instrumentista, nascido em Bauru (SP), em 1941, possui uma carreira musical com mais de 50 anos de sucesso. Em 1964, junto com Rubens Barsotti e Luiz Chaves, formou o grupo instrumental Zimbo Trio, que marcou o cenário artístico brasileiro com 51 discos gravados e editados em 22 países. Como maestro e arranjador, Godoy produziu dois álbuns da coleção “Piano Solo – Compositores Brasileiros”. A convite do primeiro flautista da Orquestra Filarmônica de Berlim, Michel Hased, Godoy transcreveu algumas músicas dessa coleção para flauta.
Em 2012, arranjou e gravou juntamente com Gabriel Grossi um CD intitulado “Villa-Lobos Popular”. Como solista, Godoy é considerado um dos maiores pianistas do mundo, tendo atuado como convidado de orquestras regidas por grandes maestros, entre eles Cyro Pereira, Julio Medaglia, Chico de Moraes, Simon Bleche e Roberto Sion.
Flautista e compositora, Léa Freire ouvia desde cedo eruditos brasileiros como Guarnieri, Villa-Lobos, Radamés Gnattali e Souza Lima, entre outros. Durante seus estudos de piano, conheceu também Bach, Debussy e muitos outros compositores estrangeiros. Igualmente se interessou pelo rock e depois pelo jazz, depois incursionando pela bossa nova e pelo choro, explorando os caminhos dos vários ritmos brasileiros.
Léa Freire sabe unir o popular ao erudito, o formalismo à improvisação, com sotaque brasileiro. Em 1997 lançou seu primeiro CD, “Ninhal”, com participações da Banda Mantiqueira, Quarteto Livre, Joyce, Filó Machado e muitos outros, entre músicos e arranjadores. Em seguida veio o CD “Quinteto”, gravado em Nova Iorque (EUA), lançado em novembro de 1999, contando com Benjamim Taubkin (piano), AC Dal Farra (bateria) e Sylvio Mazzucca Jr (contrabaixo). Também lançou dois CDs, “Antologia da Canção Brasileira – vol. 1 e vol. 2”, em parceria com o trombonista Bocato, pelos quais recebeu cinco indicações pela imprensa como melhor gravação do ano.
Em 2007, Léa colocou ao alcance do público o CD “Cartas Brasileiras”, uma obra com viés sinfônico. A artista já gravou diversos discos solo, e também integra o “Quinteto Vento Em Madeira”, além de ser parceira da cantora, compositora e violonista Joyce Moreno.
No último dia 16 de janeiro, na programação da 32ª Oficina de Música, aconteceu o lançamento do CD “Orquestra À Base de Sopro & Léa Freire ao Vivo”, um trabalho que resultou de dois anos de elaboração, mostrando a criatividade do grupo curitibano ao executar as melodias da compositora. São 12 músicas que passeiam por vários gêneros da música brasileira e uma salsa, todas compostas por Léa, exceto o choro “Na Boleia”, feito em sua homenagem por Gabriel Schwartz.

Apoios – Para realizar a Oficina de Música, a Prefeitura e a Fundação Cultural de Curitiba (FCC), por meio do Instituto Curitiba de Arte e Cultura (ICAC), contam com o apoio das seguintes instituições: Faculdade de Educação Superior do Paraná (FESP), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Birmingham Conservatoire / City University, Embaixada de Portugal no Brasil, Camões Instituto da Cooperação e da Língua no Brasil, Catedral Basílica Menor de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, Centro Cultural Teatro Guaíra, Comunidade do Redentor, Consulado Geral da República da Polônia em Curitiba, Consulado Geral da França em São Paulo, E-Paraná, Família Farinha, Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP), Escola de Música e Belas Artes do Paraná (Embap), Faculdade de Artes do Paraná (FAP), Goethe Institut Curitiba, Gramophone, Secretaria de Estado da Cultura, SESC Paço da Liberdade, SESI – Serviço Social da Indústria e UFPR/Pró-Reitoria de Extensão e Cultura.

Serviço:
32ª Oficina de Música de Curitiba
Show de lançamento do CD “Amilton Godoy e a Música de Léa Freire”.
Data e horário: dia 22 de janeiro de 2014 (quarta-feira), às 21h.
Local: Teatro da Reitoria da UFPR (Rua XV de Novembro, 1.299 – Centro).
Ingressos: R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário