sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Música nas telonas da Cinemateca, Cine Guarani e Sesc Paço Liberdade






Pelo quarto ano consecutivo, a Oficina de Música de Curitiba incorpora à programação uma mostra de filmes e documentários. A novidade da 31ª edição é a ampliação das salas de cinema. Além da Cinemateca de Curitiba, o Cine Guarani, no Portão Cultural, e o Sesc Paço Liberdade também estarão realizando, de hoje até o dia 29 de janeiro, sessões de cinema com entrada gratuita ou preços populares, sendo algumas delas com a participação de diretores para um bate-papo com o público.

No total, a mostra reúne oito filmes cujos enredos se relacionam com o universo da música e que são produções mais recentes do cinema nacional. Na Cinemateca a programação inicia logo mais, às 16h, com a apresentação do documentário “Palavra (En) Cantada”, de Helena Solberg, até o dia 14. No mesmo período, também pode ser conferido o documentário “Daquele Instante em Diante”, do diretor Rogério Velloso, nas sessões das 18h e 20h, filme que integra a série “Iconoclássicos”, realizada pelo Itaú Cultural - e gentilmente cedido pela instituição para a programação especial do evento.

No próximo sábado (12), a Cinemateca exibe o documentário “Meu Avô, o Fagote”, documentário dirigido por Tatiana Devos Gentile, neta do personagem do filme, o fagotista francês radicado no Brasil, Nöel Devos. No final da sessão, haverá um debate com a neta/diretora e o avô. Ainda na Cinemateca, o público poderá conferir “Vou Rifar meu Coração”, de Ana Rieper, documentário sobre a música brega e que foi muito bem recebido pela crítica nacional. As sessões acontecem entre os dias 15 e 29.

No dia 22, às 20h, a Cinemateca promove uma sessão única do DVD “Fato – Da Tamancalha ao Sampler”, uma homenagem aos 18 anos do grupo paranaense.

Guarani – O Cine Guarani participa da mostra de cinema da Oficina de Música apresentando dois documentários. Entre os dias 11 e 24, fica em cartaz “Cantoras do Rádio”, de Ricardo Cravo Albin, sempre às 18h e 20h. A partir do dia 25 até 7 de fevereiro, será exibido  “O Futuro do Pretérito –Tropicalismo Now”, de Ninho Morais. No dia 25, aliás, às 18h, terá uma sessão comentada com o diretor do documentário. No Guarani, a entrada custa R$5,00, R$2,50 e R$ 1,00 (domingo).

Praça – O Sesc Paço Liberdade vai tornar a Praça Generoso Marques uma grande sala de cinema ao ar livre. No lugar será montado um telão de 350 polegadas para exibição de três documentários: “Vou Rifar meu Coração”, “Futuro do Pretérito – Tropicalismo Now” e “As Canções” (Eduardo Coutinho) nos dias 23, 24 e 25 de janeiro, respectivamente, às 20h. O Paço também disponibilizará 150 cadeiras para o público.





A 31ª Oficina de Música de Curitiba é uma realização do Instituto Curitiba de Arte e Cultura, Fundação Cultural e Prefeitura de Curitiba, Governo do Estado do Paraná, Ministério da Cultura e Governo Federal, com o patrocínio da Petrobras e da Sanepar, por meio da Lei de Incentivo à Cultura. A 31ª edição conta ainda com o apoio cultural das seguintes instituições: Ano Brasil Portugal, Casa da Música de Portugal, Centro Cultural Teatro Guaíra, Conservatório de Lyon, Consulado Geral da República da Polônia Em Curitiba, Escola de Música e Belas Artes do Paraná, Faculdade de Artes do Paraná, Família Farinha, Goethe-Institut Curitiba, Jasmine Alimentos, Musicamera Produções, Orquestra Filarmônica de São Petesburgo, Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da Universidade Federal do Paraná, Rádio e Televisão Educativa do Paraná – É-Paraná, Sistema Fecomércio Sesc Senac Paraná e Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Nenhum comentário:

Postar um comentário