quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Colaboração que veio lá da França






Uma surpresa agradável para a direção geral da 31ª Oficina de Música de Curitiba veio de longe. A francesa Adeline Melo, 20 anos, ajudou a articular a participação de três professores do Conservatório de Música de Lyon, na França, na programação de concertos e cursos deste ano. Trocando em miúdos, ela deu “uma mãozinha”, lá da França, para a enriquecer ainda mais a programação do festival.

O desejo de trazer os artistas partiu da própria estudante, que nutre uma paixão pela Oficina, desde o ano passado, quando participou pela primeira vez. “Apresentei a proposta para o conservatório, que achou muito encantadora, assim como os professores. Antes já tinha conversado com a Janete Andrade, que achou a ideia muito boa. Então deu tudo certo e eles vieram”, comemora a jovem.

“De fato não esperávamos essa iniciativa. Trazer músicos do Conservatório de Lyon foi muito interessante para a Oficina, pois trata-se de  uma instituição muito respeitada na Europa”, acrescenta Janete Andrade, diretora geral do evento. Os professores franceses providenciaram as passagens e coube à organização da Oficina pagar os custos de hospedagem, alimentação, além do cachê dos músicos.

Fora da sala de aula, também pode ser conferida a qualidade técnica e artística do trio. Ontem (15), durante o concerto realizado na Capela Santa Maria Espaço Cultural, o clarinetista Jean-Louis Bergerard, o violoncelista Yannick Callier e o pianista Manuel Schweizer executaram um programa com obras de Ludwig van Beethoven, Francis Poulenc, Claude Debussy e Johannes Brahms.

E claro, Adeline acompanhou tudo de perto e ainda auxiliou os músicos no palco. “Eu acho a Oficina maravilhosa e sou apaixonada pelo Choro, pela MPB. Se puder, estarei todos os anos aqui. No Brasil, a música é ensinada com mais liberdade, sobretudo para clarinete e oboé. Aqui há menos competição e os músicos são solidários”, compara a francesa, que estuda clarinete no Conservatório de Lyon.

“O professor Jean Louis já era meu professor em Lyon, por isso, pensei que seria muito importante ele participar da Oficina para apresentar o seu método de ensino de clarinete, uma forma bem simples de aprender o instrumento, diferente do que é feito aqui no Brasil”, conta. “Será uma troca cultural. A ideia é que, depois, viagem até Lyon três professores brasileiros para realizarem uma pequena oficina no conservatório”, informa ela.

Intercâmbio - Para Jean-Louis, que recebeu o primeiro prêmio de clarinete no Conservatório Nacional de Paris e integra os maiores festivais de música da Europa, a Oficina se apresenta como uma experiência singular na sua carreira como professor. “Estou muito feliz em estar aqui e digo isso com um sentimento muito verdadeiro. Primeiro, por estar em contato com alunos tão receptivos, que têm liberdade para expressar a música com o instrumento e com o corpo. E depois, pela oportunidade de poder transmitir o método de ensino de clarinete que é fruto de minhas pesquisas”, explicou.

Os outros dois professores, Yannick Callier e Manuel Schewizer ministraram cursos de violoncelo e piano, respectivamente. Yannick, aliás, foi membro do Quarteto Debussy, com o qual ganhou inúmeros prêmios e gravou 15 discos. Desde fevereiro de 2007, ele é o violoncelista principal da Orquestra do Pays de Savoie. Já Schewizer, ensina piano e improvisação no Conservatório de Lyon e também colabora com várias companhias de dança e grupos de improvisação.
A 31ª Oficina de Música de Curitiba é uma realização do Instituto Curitiba de Arte e Cultura, Fundação Cultural e Prefeitura de Curitiba, Governo do Estado do Paraná, Ministério da Cultura e Governo Federal, com o patrocínio da Petrobras e da Sanepar, por meio da Lei de Incentivo à Cultura. A 31ª edição conta ainda com o apoio cultural das seguintes instituições: Ano Brasil Portugal, Casa da Música de Portugal, Centro Cultural Teatro Guaíra, Conservatório de Lyon, Consulado Geral da República da Polônia em Curitiba, Escola de Música e Belas Artes do Paraná, Faculdade de Artes do Paraná, Família Farinha, Goethe-Institut Curitiba, Jasmine Alimentos, Musicamera Produções, Orquestra Filarmônica de São Petesburgo, Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da Universidade Federal do Paraná, Rádio e Televisão Educativa do Paraná – É-Paraná, Sistema Fecomércio Sesc Senac Paraná e Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Nenhum comentário:

Postar um comentário