quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Banda Sinfônica da Oficina interpreta músicas inspiradas na literatura clássica






A Banda Sinfônica da 31ª Oficina de Música de Curitiba apresenta-se ao lado do músico e professor de trompa solo Bostjan Lipovsek, no dia 17 de janeiro (quinta-feira), às 20h30, no Canal da Música. A plateia ouvirá composições que fazem referência direta à literatura.

Entre as músicas que serão interpretadas no concerto estão as de Robert Smith, compositor de mais de 600 trabalhos. A sinfonia Divina Comédia é a primeira que o americano, nascido em 1958, fez para banda sinfônica. Como o próprio nome diz, é baseada no épico de Dante, A Divina Comédia, e é composta por quatro movimentos: Inferno, Purgatório, Ascensão e Paraíso. Essa é uma das três sinfonias que Smith compôs, além de Dom Quixote e A Odisseia. Essa última terá um dos movimentos apresentados no Canal da Música. A Ilha do Calypso é a terceira parte da composição que começa com A Ilíada, passa pelos Ventos de Poseidon e termina em Ítaca.  No repertório também estão “Liberamente para trompa solo” (Lojze Krajncan) e Porgy and Bess (George Gershwin).

O solista Bostjan Lipovsek é membro da Orquestra Sinfônica da Eslovênia RTV. É professor da Academia de Música de Zagreb, na Croácia, e gravou três CDs solos e dois com os grupos Slovenian Brass Quintet e Wind Quintet Ariart. Apresentou-se com a Orquestra Filarmônica da Eslovênia, Maribor Philharmonics, Orquestra Sinfônica de Berlim, Mahler Chamber Orchestra e a Filarmônica de Israel. Atuou ao lado de maestros como Uroš Lajovic, Yakov Kreizberg, Sian Edwards e Zubin Mehta. Venceu a competição internacional de Porcìa, Itália, e recebeu o Preseten Prize do Ministério da Cultura da Eslovênia (2008).

O regente da noite é Edivaldo Chiquini, professor de trompa, composição e regência. Chiquini é regente da Banda Sinfônica e do Grupo de Metais da Escola de Música e Belas Artes do Paraná. É primeiro trompista da Orquestra Sinfônica Estadual do Paraná. Iniciou seus estudos com Zdenck Svab; graduou-se no curso Superior de Trompa na EMBAP com Roberto Minczuk e fez mestrado na Universidade de Göteborg (Suécia) com Sören Hermansson. Participou de orquestras sinfônicas e grupos de metais na Suécia, Dinamarca, Noruega e Finlândia. Atua como músico convidado nas orquestras: Sinfônica Brasileira, OSPA - Porto Alegre, Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília, Orquestra de Câmera de Curitiba, Orquestra Sinfônica da UEL – Londrina, e na Suécia com a Orquestra da Ópera de Göteborg, Sinfônica de Göteborg, Orquestra de Câmera Sueca-Örebro e com a Orquestra de Câmera da Cidade de Jönköping.



A 31ª Oficina de Música de Curitiba é uma realização do Instituto Curitiba de Arte e Cultura, Fundação Cultural e Prefeitura de Curitiba, Governo do Estado do Paraná, Ministério da Cultura e Governo Federal, com o patrocínio da Petrobras e da Sanepar, por meio da Lei de Incentivo à Cultura. A 31ª edição conta ainda com o apoio cultural das seguintes instituições: Ano Brasil Portugal, Casa da Música de Portugal, Centro Cultural Teatro Guaíra, Conservatório de Lyon, Consulado Geral da República da Polônia em Curitiba, Escola de Música e Belas Artes do Paraná, Faculdade de Artes do Paraná, Família Farinha, Goethe-Institut Curitiba, Jasmine Alimentos, Musicamera Produções, Orquestra Filarmônica de São Petesburgo, Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da Universidade Federal do Paraná, Rádio e Televisão Educativa do Paraná – É-Paraná, Sistema Fecomércio Sesc Senac Paraná e Universidade Tecnológica Federal do Paraná.



Serviço:

31ª Oficina de Música de Curitiba

Banda Sinfônica da 31ª Oficina de Música de Curitiba

Local: Canal da Música – Rua Júlio Perneta, 695 - Mercês

Data e horário: 17 de janeiro, às 20h

Ingresso: R$20 e R$10

Nenhum comentário:

Postar um comentário