sábado, 8 de dezembro de 2012

Coral Brasileirinho faz homenagem ao Rei do Baião

 




O Coral Brasileirinho, mantido pela Fundação Cultural de Curitiba, é a atração deste fim de semana com um show que homenageia o centenário de nascimento de Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, falecido em 1989. O músico e compositor pernambucano, artista que tão bem traduziu as raízes nordestinas, ganha o espetáculo “Brasileirinho 100 Gonzagão”, com apresentações no Teatro Poty Lazzarotto do Museu Oscar Niemeyer – MON, às 18h de sábado (8) e às 16h de domingo (9).
A brincadeira sonora entre o número “100” e a preposição “sem” revela o clima do show, no qual o Brasileirinho conta e canta a trajetória musical do “Filho de Januário”, expressa em diversas parcerias musicais. No palco, as crianças e jovens do coral traçam um panorama do Nordeste brasileiro, sua cultura, seu modo de falar, suas dores e alegrias, olhares e sentimentos que Luiz Gonzaga do Nascimento retratou em mais de 500 músicas, registradas em 56 Discos. O grupo convida o público a descobrir porque essas melodias tocam tanto nossos “100tidos”, “100pre”.

O coral – Criado em outubro de 1993, o Coral Brasileirinho desenvolve a proposta de recriar a canção popular urbana brasileira, por meio de arranjos que valorizam o potencial cênico das composições. O coral canta e interpreta cenicamente os personagens das canções, utilizando adereços e cenários que emprestam mais vida e colorido ao espetáculo. Com direção cênica do compositor Milton Karam e direção musical da cantora e violinista Helena Bel, o Brasileirinho tem um histórico com perto de 150 apresentações, acumulando 12 espetáculos temáticos e mais de 120 canções brasileiras, com ritmos, estilos e gêneros bem diferentes.

No repertório do Brasileirinho estão músicas que resgatam grandes compositores populares do passado, entre eles Noel Rosa, Sinhô, Pixinguinha, Chiquinha Gonzaga, Lamartine Babo e Adoniran Barbosa, ao lado de obras de Vinícius de Moraes, Toquinho, Taiguara, Gonzaguinha, Fátima Guedes, Arnaldo Antunes, Caetano Veloso, Chico Buarque, Sá e Guarabyra e muitos outros. Também há espaço para autores locais, como Osiel Fonseca e Milton Karam.
Das mais de 145 apresentações do coral, foram marcantes as realizadas em 1995, no Teatro Amazonas, em Manaus. No mesmo ano, o grupo participou do show que comemorou os 30 anos de carreira de Toquinho, merecendo o convite do compositor para gravar uma das faixas do disco Canção dos Direitos da Criança, lançado em 1997.
Em dezembro de 1996, o Coral Brasileirinho lançou seu primeiro disco, mas o talento dos jovens cantores também está registrado em participações nos CDs Curitiba Canta o Natal e Canções Curitibanas, lançados respectivamente em 1995 e 1997, pela Fundação Cultural de Curitiba, e nos CDs do 8º e 9º Encontro de Corais do Sesc da Esquina (1997 e 1998).
Em setembro de 2008, o Brasileirinho foi convidado a integrar a turnê do projeto musical Life is a Loop, comandado pelo DJ curitibano Rodrigo Paciornik. A participação do coral aconteceu em projeções de imagens e sons do grupo – gravados em estúdio, em um show especialmente preparado para o projeto –, durante as apresentações do espetáculo que percorreu o Brasil e depois foi levado aos Estados Unidos.

Serviço:
Coral Brasileirinho com o espetáculo “Brasileirinho 100 Gonzagão”.
Datas e horários: dia 8 de dezembro (sábado), às 18h, e dia 9 de dezembro de 2012 (domingo), às 16h.
Local: Teatro Poty Lazzarotto do Museu Oscar Niemeyer – MON (Rua Marechal Hermes, 999 – Centro Cívico).
Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada).

Ficha técnica:
Direção Musical - Helena Bel
Direção Cênica - Milton Karam

Repertório:
Respeita Januário - Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira (1950)
ABC do Sertão - Zé Dantas e Luiz Gonzaga (1953)
Derramaro o Gai - Luiz Gonzaga e Zé Dantas (1956)
Pau de Arara - Luiz Gonzaga e Guio de Moraes (1952)
Olha Pro Céu - Luiz Gonzaga e José Fernandes (1951)
O Xote das Meninas - Luiz Gonzaga e Zé Dantas (1953)
Asa Branca - Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira (1947)
Numa Sala de Reboco - Luiz Gonzaga e José Marcolino (1964)
No Meu Pé de Serra - Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira (1947)
Assum Preto - Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira (1950)
Siri Jogando Bola - Luiz Gonzaga e Zé Dantas (1957)
Dezessete e Setecentos - Luiz Gonzaga e Miguel Lima (1958)
Casamento de Rosa - Zé Dantas e Luiz Gonzaga (1953)

Cantores:
Beatriz Cappellini, Camille de Oliveira, Cássia Rodrigues, Cecília Carollo, Christian Freitas, Cristina Martins, Flávia Sarturi, Gabriel Porfírio, Gabriel Misato, Isabela Michelin, Isadora Mathias, Izabela Cruz, Jade Faria de Alice, Joaquim Costa, José Eduardo Costa, Lívia Badotti, Luana Akemi Leite, Luana Karam, Maiara de Almeida, Mariana Finato, Nathan Silva, Oruê Brasileiro, Otto Brasileiro, Thaís Hungria e Victoria Wendler

Músicos:
Piano e teclado - Cristina Castro Loureiro
Acordeão – Marina Camargo
Percussão - Luís Rolim
Baixo elétrico e Violão- Bruno Karam
Bateria - Johnny Dionísio

Cenários e Adereços - Kátia Horn
Iluminação - Nádia Luciani
Técnico de som - Victor França
Produção - Bete Carlos
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário