quinta-feira, 25 de outubro de 2012

GONZAGUINHA E GONZAGAO UMA HISTORIA BRASILEIRA


GONZAGUINHA E GONZAGAO

UMA HISTORIA BRASILEIRA

de REGINA ECHEVERRIA 


Ano: 2012
Páginas: 432
Dimensões (A x L x P): 23,00cm x 16,00cm x 2,00cm


A biografia conjunta de Luiz Gonzaga (1912-1989) e de Gonzaguinha (1945-1991) arrancou aplausos entusiásticos do público que lotou o Cine Odeon. Gonzaga - De pai pra filho vai estrear no dia 23 de outubro. Antes, no dia 10, vai ganhar sua primeira pré-estreia nacional, que acontecerá no Recife. A história do músico pernambucano nascido em Exu, e da conturbada relação que teve com o filho, o cantor Gonzaguinha, que nasceu no Rio, é o eixo principal do filme. O roteiro surgiu de um argumento de Maria Hernandez e foi escrito por Patrícia Andrade, a principal parceira de Breno Silveira. O jornalista recifense George Moura, roteirista do programa Por toda minha vida, da TV Globo, também colaborou na confecção da história. A fonte principal é a biografia Gonzaguinha e Gonzagão - Uma história brasileira, de Regina Echeverría.

O LIVRO
Um vozeirão característico. Chapéu de couro e sanfona em punho. Antes de qualquer adjetivo, tinha orgulho de ser o 'Rei do Baião'. Já seu filho, um garoto sofrido, cresceu nas vielas de um morro, sem o amor de pai e mãe, mas dono de um coração puro e alma de artista. Com diferenças gritantes de personalidade, postura política e comportamento, o entendimento entre pai e filho só se daria após muitos anos de traumas, dores e enfrentamentos. Foi somente no final de 1979, no show Vida de viajante, que Gonzaguinha e Gonzagão enfim se apresentaram juntos, selando uma amizade que duraria até o fim de suas vidas. Durante esse período, mais de vinte horas de conversa entre os dois foram registradas. Foi da audição dessas fitas que essa biografia tomou forma. Uma história conturbada e trágica, mas de um amor profundo entre pai e filho, que faz vibrar o imaginário popular.


A AUTORA
Regina Echeverria é jornalista profissional desde 1972. Trabalhou nos jornais O Estado de S.Paulo, Jornal da Tarde, Folha de S.Paulo e nas revistas Veja, IstoÉ, Placar, Caras e A Revista. Publicou os livros: Furacão Elis (1985), Cazuza, só as mães são felizes (1997), Cazuza, preciso dizer que te amo (2001), Pierre Verger, um retrato em preto e branco (2002), Mãe Menininha do Gantois, uma biografia (2006) – os dois últimos em parceria com Cida Nóbrega. Ainda: Gonzaguinha e Gonzagão, uma história brasileira (2006) e Sarney, a biografia, lançado pela LeYa em 2011.
Trechos da entrevista da jornalista Regina Echeverria sobre a biografia Gonzaguinha e Gonzagão para a Alltv no dia 22/11/2006.







RELANÇAMENTO DA







Nenhum comentário:

Postar um comentário