segunda-feira, 9 de julho de 2012

Antonio Del Claro comemora 50 anos de carreira com concerto


Antonio Del Claro comemora 50 anos de carreira com concerto


na Capela Santa Maria



O violoncelista Antonio Del Claro, um dos instrumentistas mais completos e virtuosos do Brasil, está em Curitiba para apresentações na Capela Santa Maria – Espaço Cultural, junto com a pianista Olga Kiun e com o violinista Winston Ramalho. O trio Kiun-Del Claro-Ramalho é a atração dos dias 11 e 12 de julho (quarta e quinta-feira), às 20h.

Os concertos integram a programação da série Música de Câmara, realizada pela Fundação Cultural de Curitiba por meio do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura – PAIC. O repertório é composto de músicas tchecas e russas. No programa do dia 11 (quarta-feira), serão executadas a “Sonata para violino e piano”, de Leos Janácek, e “Piano Trio, Op 90 - Dumky”, de Antonin Dvorak. No dia 12 (quinta-feira), “Sonata para piano e violoncelo”, de Sergei Rachmaninov e “Trio nº. 2, Op. 67”, de Dmitri Shostakovich.

Abre o programa do dia 11 a “Sonata para violino e piano”, de Leos Janácek (1854-1928), considerado o maior compositor tcheco do início do século 20. A obra foi escrita durante os primeiros dias da Primeira Guerra Mundial, entre 1914 e 1915. O próprio compositor disse que compôs a peça ouvindo o brandir do aço em sua cabeça. Em seguida será apresentado o famoso “Trio Dumky para Piano, Op 90, de Antonin Dvorak. Último e mais conhecido dos trios do compositor, uma obra permeada com a beleza simples e de qualidade colorida de música e dança folclórica. A composição foi publicada enquanto Dvorak estava na América e foi revisado por seu amigo, Johannes Brahms.

No dia 12, o Trio Kiun-Del Claro-Ramalho brinda o público com obras de compositores russos, começando com “Sonata para piano e violoncelo, de Sergei Rachmaninov, uma das composições mais significativas, concluída em novembro de 1901, e publicada um ano depois. Rachmaninov não gostava de chamá-la de sonata para violoncelo, pois acreditava que os dois instrumentos tinham igual peso, portanto também é chamada de Sonata para piano e violoncelo, aludindo à sua complexa escrita pianística. A obra foi dedicada ao violoncelista Anatoliy Brandukov, que tocou a peça em 2 de dezembro de 1901, em Moscou, acompanhado por Rachmaninov ao piano.

Para finalizar, será apresentado o “Trio para piano, violino e violoncelo, Op. 67”, de Dmitri Shostakovich, escrito em 1944. Essa obra é uma homenagem do compositor ao seu amigo Ivan Solertinsky, sábio russo versado em várias artes, que morreu aos 41 anos. Composta em quatro movimentos, todos de caráter sombrio, a peça recria em seu final a dança da morte que os prisioneiros judeus, obrigados pelos soldados nazistas, realizavam antes de serem mortos.



Sobre os intérpretes:



Antonio Lauro Del Claro - natural de São Paulo, iniciou seus estudos muito cedo, aos 7 anos. Mais tarde, ainda no Brasil, prosseguiu os estudos com Jean Jacques Pagnot. Na Itália foi aluno de Radu Aldulescu (violoncelo) e Enrico Mainardi (música de câmara). Hoje, ao completar 50 anos de carreira, o músico é reconhecido internacionalmente por seu brilhantismo e virtuosismo. A crítica especializada brasileira e do exterior reconhece sua capacidade de captar toda a substância musical das obras através de sua postura firme, técnica aprofundada e convicção interpretativa.



Winston Ramalho – jovem curitibano, reconhecido como um grande talento do violino. Estudou no Brasil e exterior com renomados profissionais como Hildegard Soboll, Marco Damm e com a famosa pedagoga Dorothy De Lay na Juilliard School de Nova Iorque.  Foi premiado com o primeiro lugar em  vários concursos nacionais e internacionais. Participou de concertos e recitais de câmara no Brasil e em diversos países. Em 2008  foi  diretor artístico da série de Concertos Internacionais no Mosteiro de São Bento, e no ano de 2009  foi curador da série de concertos internacionais “Clássicos dos Clássicos”, realizada no Teatro da União Cultural Brasil-EUA. Há quatro anos é o diretor artístico do Instituto Música da Futurong, em São Paulo. É integrante do Quarteto Iguaçu, de Curitiba, e professor no projeto Música para Todos, desenvolvido nos municipios de Tunas e Pinhais, no Paraná.



Olga Kiun - Descendente de uma tradicional família de músicos soviéticos, iniciou seus estudos de piano aos seis anos, com sua mãe e sua avó, ambas professoras do Conservatório Musical de Chisineu (Moldávia). Ao longo de sua carreira se apresentou em países como Romênia, Bulgária, Polônia, Uruguai, Paraguai e Peru. No Brasil esteve pela primeira vez em 1991, em Curitiba. Atuou como solista junto aos mais conceituados grupos sinfônicos do país. Desde 1993 leciona na Escola de Musica e Belas Artes do Paraná (EMBAP).  Em 2010 gravou CD com obras de compositores russos e brasileiros. Atuou como jurada em inúmeros concursos de piano do Brasil e como diretora artística do 1° Concurso Internacional de Piano de Santa Catarina.



Serviço:

Série Música de Câmara – Trio Kiun-Del Claro- Ramalho

Local: Capela Santa Maria – Rua Conselheiro Laurindo, 273 – Centro

Data: dias 11 e 12 de julho de 2012 (quarta e quinta-feira), às 20h

Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada).

* Ensaio aberto dia 10 (terça-feira), às 15h.




Nenhum comentário:

Postar um comentário