domingo, 27 de maio de 2012

Vitor Ramil grava CD duplo em sistema de Crowdfunding

Vitor Ramil grava CD duplo em sistema de Crowdfunding "Queridos amigos O grande Sérgio Buarque de Holanda explicou, há muito tempo, o porquê de as atividades coletivas dos brasileiros não serem marcadas pela cooperação constante e disciplinada. Mas não deixou de ressaltar nosso gosto pelos mutirões ou mobilizações pontuais em torno de determinadas causas. Talvez isso, mais nossos traços personalistas que tão claramente se manifestam através da Internet, explique o começo promissor do crowdfunding no Brasil, essa alternativa de produção cultural, entre outras coisas, democrática e transparente, que só poderia ter surgido nesses tempos de ampla comunicação virtual. Falo isso porque eu mesmo estou fazendo um crowdfunding para financiar a produção do álbum duplo Foi no mês que vem, que lançarei no segundo semestre de 2012, por ocasião da publicação de um songbook com 60 músicas minhas de várias épocas. O disco será uma seleção de 30 dessas 60 músicas, que gravarei com participações especiais de músicos e cantores (de Uruguay, Argentina e Brasil), gente ilustre e talentosa, com quem tenho colaborado através dos anos. Também documentaremos tudo em vídeo para disponibilizar na Internet (no começo, só para os apoiadores). Mas, mais que buscar financiamento, até porque disco a gente sempre faz de um jeito ou de outro, vi nesse tipo de campanha uma maneira de fortalecermos a Internet como espaço para a música independente. Nesse sentido, a experiência está sendo incrível. Esta mensagem segue para minha caixa de correspondência, pessoas próximas. Sei que muitos não estão ligados, então quis dar um toque. Quem quiser se informar mais (tem lá um texto e um vídeo em que explico a coisa) ou já passar a ser agente dessa produção, é só acessar este link: http://tragaseushow.com.br/projeto/1-vitor-ramil-foi-no-mes-que-vem É tudo muito simples e objetivo. Todos os apoios têm contrapartidas generosas que vão desde downloads, discos e songbooks entregues em casa (segundo previsões, mais baratos do que custarão nas lojas) até a gravura que dará origem à capa do disco. Falando diretamente aos amigos que compram arte, chamo atenção para esse ponto. Trata-se de uma gravura espetacular de Nara Amélia, jovem e brilhante artista em ascensão. Se a campanha não atingir a meta estipulada, o dinheiro dos participantes será devolvido. Limpo. Já comecei o disco. Já gravei mais de 40 violões e quase todas as vozes. As participações, até o momento, estão de arrepiar. Está sendo uma alegria para todos nós envolvidos. Espero poder proporcionar o mesmo para vocês. abraço grande "

Nenhum comentário:

Postar um comentário