terça-feira, 4 de outubro de 2011

evento - musica - Violonista mexicano faz única apresentação em Curitiba







No próximo dia 10 de outubro, o Instituto Cervantes traz a Curitiba para única apresentação o violonista Francisco Gil, um dos músicos mexicanos com maior projeção internacional na atualidade. Considerado pela revista espanhola Acordes como um dos melhores violonistas latinoamericanos, Francisco Gil, apresentará, no Auditório da Escola de Música e Belas Artes, o concerto “Guitarríssimo”.

Natural da Cidade do México, Francisco Gil se graduou com menção honrosa nos conservatórios Nacional de Música (México) e Antonio Vivaldi de Alessandria (Itália), tendo sido aluno de Marco Antonio Anguiano e Angelo Gilardino, respectivamente.

Em sua carreira, Gil já atuou como solista da Orquestra de Câmara de Puebla, da Orquestra Sinfônica Michoacán (ambas no México), da Orquestra Sinfônica de Kuala Lumpur (Malásia) e da Orquestra de Câmara de Mont Blanc (França). Entre as propostas do violonista está a busca do resgate do repertório latinoamericano e espanhol que constituiu a cultura guitarrística do continente. Desta forma Gil tem entre seus compositores prediletos na América Latina o brasileiro Francisco Mignone, o argentino Gilardo Gilardi, o mexicano Manuel M. Ponce e o venezuelano Antonio Lauro.

Além de professor no Conservatório de Música do Estado do México, Francisco Gil tem realizado cursos e conferências no Brasil, Uruguai, Argentina, Estado Unidos, Espanha, Itália e Suíça.

No programa que apresentará em Curitiba estão peças de Isaac Albéniz Pascual, renomado compositor e pianista espanhol. Entre suas composições se encontram obras orquestrais e canções, com predomínio de peças para piano. Francisco Gil também executará peças do uruguaio Abel Carlevaro. Instrumentista e compositor, Carlevaro, além de ser um dos grandes violonistas de sua época, também é o criador de uma nova escola de técnica do instrumento. Seu método de sentar e tocar violão, baseado em profundos estudos anatômicos, foi considerado revolucionário.



Programa



Isaac Albéniz (1860 – 1909)

Pavana capricho Op. 12

Rumores de la caleta Op. 71 nº 6 (malagueña)

Cádiz Op. 47 nº 4 (canción)



Abel Carlevaro (1916 - 2001)

Milonga Suite nº 1

- Azul y blanco

- Milonga triste

- Lunera

- Roelar



Isaac Albéniz

Zambra granadina (danse orientale)

Torre bermeja Op. 92 nº 12 (serenata)



Serviço:

Concerto “Guitarríssimo”, com o violonista mexicano Francisco Gil

Data: 10 de outubro

Hora: 11h

Local: Auditório do EMBAP (Rua Francisco Torres, 257)

Entrada franca.

Informações: 3362-7320

Nenhum comentário:

Postar um comentário