sexta-feira, 3 de junho de 2011

EVENTOS - Paraibano Toninho Borbo, alagoana Fhátima Santos e cearense Oscar




Paraibano Toninho Borbo, alagoana Fhátima Santos e cearense Oscar cantam no CCBNB-Fortaleza

O paraibano Toninho Borbo, a alagoana (radicada no Ceará) Fhátima Santos e o cearense Oscar são atrações musicais gratuitas neste mês de junho no Centro Cultural Banco do Nordeste-Fortaleza (rua Floriano Peixoto, 941 - Centro - fone: (85) 3464.3108). Toninho Borbo se apresentará no próximo dia 15 (quarta-feira), às 12 horas e 18 horas; Fhátima Santos e Oscar, no dia 16 (quinta-feira), ao meio-dia e às 18 horas, respectivamente.

Paraibano movido pela inquietação artística, Toninho Borbo chega ao seu sétimo ano de estrada apontando a liberdade de criação e tencionando limites estéticos através da fusão entre a tradição folclórica e o universo multicultural da música contemporânea mundial. Toninho faz música de qualidade, por isso fechou parceria com o selo Pimba, do Rio de Janeiro, no ano passado. As músicas podem ser adquiridas pelo site da Dubas (www.dubas.com.br).

Dub, afrobeat, samba, rock, música eletrônica e ritmos regionais como o coco e a embolada se misturam no Experimental Samba, o novo show do músico. Antenado na vanguarda cultural brasileira, o som é um mix do violão com colagens e bits eletrônicos. Do show anterior, o Para Fins de Mercado, surgiu uma parceria com alunos de Arte & Mídia (UFCG) que produziram um videoclipe do artista com a música "É poesia".

Desde que iniciou a carreira profissional, o músico participou de alguns eventos nacionais, como o Encontro de Pontos de Cultura (Teia), em São Paulo-SP (2006), Bienal da UNE no Rio de Janeiro-RJ (2007), CCBNB (Paraíba e Ceará - 2008), 7° Feira da Música (Fortaleza-CE - 2009), além do 1º Salão Internacional do Livro (João Pessoa-PB).



Repertório do show*

1.Cuscuz, manteiga e fé

2. Vozes dos vultos vivos

3. Faca de samba

4. A Feira (poesia Lourdes Ramalho/música T. Borbo)

5. Crânio vazio

6. Para Fins de Mercado

7. Ser humano

8. Aparente coisa

9. Só alma

10. Meu barco

11. Do lado de lá

12. Zé Molambo

13. Desfelicidade

14. Zabé sabe (Arthur Pessoa)

15. Cinza

16. Nada sem você

17. É poesia

18. Enquanto eu Lírio, você mal me quer

19. Carne dura



* As demais músicas são de autoria de Toninho Borbo



Ficha Técnica

Letras, violão e voz: Toninho Borbo

Bateria: Beto Cabeça

Baixo: Fábio Alves

DJ fHz0



Fhátima Santos homenageia Noel Rosa

Nasceu em Serra Grande (AL), vindo morar em Fortaleza ainda criança e nessa época cantava no colégio. Incrivelmente ficava surpresa com os aplausos por não se achar talentosa. Adolescente já se apresentava na noite, por isso é considerada cearense de "coração" pelo público que acompanha e admira o seu talento e a voz maravilhosa. Participou de vários shows e eventos musicais, como o Projeto Pixinguinha, Festival de Jazz e Blues de Guaramiranga, Mostra SESC Cariri, entre outros. Já dividiu palco com artistas ilustres como João de Aquino, Miltinho, Maria Creuza, Rosinha de Valença, Leci Brandão, Leny Andrade, Nana Caymmi, Filó Machado, Guinga e Zé Luiz Mazziotti.

O show é uma bela homenagem a Noel Rosa, o "Poeta da Vila", no centenário de seu nascimento (11/12/1910), relembrando grandes sucessos que marcaram o cancioneiro popular brasileiro através de uma poesia permeada de temas do cotidiano como saudade, amor, boemia, morte e desilusão, destaque para os sambas que possuem uma veia humorística que desemboca na ironia.



Programa

1. Gago apaixonado (Noel Rosa)

2. Com que roupa (Noel Rosa)

3. Conversa de botequim (Noel Rosa / Vadico)

4. Filosofia (Noel Rosa)

5. Feitiço da vila (Noel Rosa / Vadico)

6. Feitio de oração (Noel Rosa / Vadico)

7. João ninguém (Noel Rosa)

8. Pela décima vez (Noel Rosa)

9. Palpite infeliz (Noel Rosa / Araci de Almeida)

10. Último desejo (Noel Rosa)

11. O x do problema (Noel Rosa)

12. Três apitos (Noel Rosa)



Ficha Técnica

Voz: Fhátima Santos

Violão: Carlinhos Patriolino



Oscar

A música de Oscar estabelece uma fusão entre o universal e o regional. Sua melodia incorpora características do rock, jazz e samba, claramente influenciada pela fusão jazz-rock dos anos 1970 e 80. Com pluralidade instrumental, os temas melódicos produzidos por Oscar mantêm um equilíbrio entre a simplicidade e a originalidade. Os versos se encaixam de forma inusitada e harmoniosa nas suas mensagens melódicas. São letras marcadas por experiências do compositor em diversos cenários cearenses, envoltos em uma atmosfera de sentimentos e imagens com teor particular e universal. Sentimentos universais como o amor são explorados sob um ponto de vista peculiar, pessoal. A característica marcante de sua musicalidade é o perfeito equilíbrio estabelecido entre o jazz contemporâneo, as influências do Rock'n'Roll e samba e as temáticas tipicamente cearenses, combinando um rico arranjo instrumental com a beleza lírica da música brasileira. O projeto musical Uni Verso marca o início da carreira solo do artista (uni), até o momento dedicado a projetos coletivos e instrumentais, e da apresentação das suas composições em forma de canções (verso).



Programa

1 - Praia do Futuro - Oscar

2 - Canoa Veloz - Oscar

3 - Carnaubais - Oscar

4 - Revolução - Oscar

5 - Quem Verá - Oscar

6 - Vim de Lá - Oscar

7 - Faz um Ano - Oscar

8 - Deixa o tempo passar - Oscar

9 - Pra que tanto ódio - Oscar

10 - Ela - Oscar



Ficha Técnica:

Guitarra e Voz - Oscar

Baixo - Romualdo Filho

Teclado - Ivan Timbó

Bateria - Herverson Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário