segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Violonista argentino Miguel de Olaso faz apresentação gratuita em Belo Horizonte


No dia 13 de setembro, segunda-feira, o Instituto Cervantes de Belo Horizonte, órgão oficial do Governo da Espanha e referência mundial na difusão da cultura hispânica, traz à capital mineira o violonista e alaudista Miguel de Olaso, considerado um dos maiores nomes da música argentina.



Oartista apresentará o repertório do CD "O violão na Espanha e o novo mundo " gravado em 2007 e que recebeu indicação de "Melhor CD de Música Clássica" no Prêmio Gardel 2008, reconhecimento máximo da música portenha. A apresentação será realizada no Teatro da Assembléia às 19h e a entrada é franca.



Perfil Miguel de Olaso:



Nascido em 1964 em Buenos Aires, Miguel de Olaso é violonista e alaudista referência na música clássica argentina. Especializou-se em guitarra barroca e alaúde na Schola Cantorum Basiliensis de Basel, Suíça, e é professor de pós-graduação do Conservatório Nacional Carlos López Buchardo em Buenos Aires.



É diretor da Companhia de Tempranillo dedicado à divulgação da música da Idade de Ouro espanhola e membro do Ensemble Louis Berger, dirigido por Ricardo Massun, dedicado a difundir a música das Missões Jesuítas.



Possui diversos prêmios de reconhecimento por seus trabalhos e hoje é dedicado à tarefa de ensinar, de uma forma particular, dando cursos e palestras e a realizar concertos pela Argentina e no exterior.



Serviço:

Apresentação de Miguel de Olaso – Repertório do CD “O violão na Espanha e o novo mundo”

Data: 13 de setembro, segunda-feira.

Horário: 19h

Local: Teatro da Assembléia – Belo Horizonte (MG)

Endereço: Rua Rodrigues Caldas, 30, bairro Santo Agostinho.

Ingressos: Entrada franca.

Mais informações: (31)3789-1600 ou bec1belo@cervantes.es

Classificação livre

Musical resgata a memórias dos anos 70 com músicas de Chico Buarque



“Breviário Gota D’Água” entra em cartaz no Teatro da CAIXA

A CAIXA Cultural Curitiba apresenta “Breviário Gota D’Água”, de 03 a 05 de setembro. O espetáculo, uma adaptação do texto homônimo de Heron Coelho, é encenado pela Cia Breviário e revela materiais importantes da música popular brasileira, além de resgatar de forma excepcional a memória essencial do Brasil dos anos 70.

“Breviário Gota D’Água” é uma peça extremamente atual, com enfoque, especialmente, na estrutura capitalista predatória e embasada na manutenção de classes de consumo. A trama acontece no conjunto habitacional A Vila do Meio Dia, com foco na relação entre Joana, mulher abandonada com filhos, e Jasão, um compositor popular alçado por Creonte, proprietário da Vila. A tragédia se arma em função das relações opressivas entre o mais forte e o mais fraco, a irrefreável força do dinheiro e o olhar aguçado sobre o tênue degrau que distancia a senzala dos contemporâneos cortiços e favelas.

A peça foi escrita em 1975, com músicas e letras de Chico Buarque e Paulo Pontes, e transpõe a tragédia grega para a ambientação urbana carioca, deflagrando a miséria e a exploração sofrida pelos moradores do conjunto habitacional. O espetáculo retrata um Brasil mundano e demarcado pela injustiça, que aparece no conjugado familiar, com vertentes nas camadas mais amplas: sociais, culturais e políticas.

A Cia Breviário irá realizar oficina de interpretação de atuação e canto para profissionais, com Heron Coelho e Georgette Fadel. Fadel foi contemplada com o prêmio Shell de Teatro, pela atuação como Joana, em 2006.

Heron Coelho é formado em letras pela Universidade de São Paulo e mestre em literatura brasileira. Iniciou a carreira artística em produções de discos e espetáculos musicais. Como diretor e roteirista, trabalhou nos musicais: “Rainha Quelé – Tributo a Clementina de Jesus” (2001), evento que contou com o lançamento da biografia da sambista (também organizada por ele); “O Canto da Guerreira” (2003), sobre a vida e obra de Clara Nunes; “Por Lamartine... Babo! – Do Guarani ao Guaraná” (2004), em comemoração ao centenário do compositor; “Operetas de Noel Rosa” (2004); “Sua Excelência Vedete” (2004), com Virgínia Lane, e “Geraldo Filme – Carnaval e Tradição” (2005). Como editor, lançou o perfil biográfico de Aracy de Almeida, escrito por Hermínio Bello de Carvalho.

Como produtor artístico, excursionou pela Europa e pela África com a cantora Dona Inah, cujo CD Divino Samba Meu, produzido por Heron, recebeu o prêmio TIM na categoria revelação. Fundou a companhia teatral Cia de Domínio Público e em 2005 idealizou o projeto Em Cena, Ações!, no Sesc Ipiranga, onde remontou clássicos do teatro musical brasileiro dos anos 60 e 70, como “Breviário Gota d’Água”.

Georgette Fadel é atriz e diretora formada pela Escola de Arte Dramática da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo. Georgette dirigiu os espetáculos “No Caminho”, “Sete Passos para Dentro”, “Sete Vidas de Santo”, “Um Credor da Fazenda Nacional” e “Love n’blamblrs”, além de muitos outros. Como atriz, atuou em “Estela do Patrocínio”, As Bastianas”, “Bartolomeu”, “Esperando Godot”, ”Ensaio Para Danton” e “Yerma”, entre outras peças.

Ficha Técnica

Elenco: Georgette Fadel, André Carlos Capuano, Alexandre Krug, Otávio

Dantas, Daniela Duarte, Cibele Bissoli, Flávia Melman, João José Pita, Miró Parma

Direção e Musical: Heron Coelho

Direção e Roteiro: Heron Coelho e Georgette Fadel

Produção Local: Flávio Roberto Andrade Freitas e Glauco Fernando

Fotos: Carolina Andrade

Serviço

Musical: “Breviário Gota D´Água”

Local: Teatro da CAIXA – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba/PR

Data: De 03 a 05 de setembro

Horário: sexta e sábado 21h e domingo 19h

Bilheteria: (41) 2118-5111 (de quarta a sexta, das 12 às 19h, sábado e domingo, das 16 às 19h)

Ingressos: R$20 e R$10 (meia – conforme legislação e correntista CAIXA) e 20% de desconto para o Clube do Assinante Gazeta do Povo

Classificação etária: Não recomendado para menores de 16 anos

www.caixa.gov.br/caixacultural

Oficina de Teatro Musical com Heron Coelho e Georgette Fadel

Local: Teatro da CAIXA – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba/PR

Data: 04 e 05 de setembro

Horário: Das 14h às 17h

Público: Atores profissionais, através de análise de currículos, que devem ser encaminhados para caixacultural03.pr@caixa.gov.br